Professor: Seja Um Fracassado (TED)

20 de março de 2013

TED, quer dizer (Technology, Entertainment and Design). São conferências com a missão de divulgar idéias que valem a pena ser disseminadas ou “ideas worth spreading”. As “aulas” chamadas de TED Talks falam de ciência, artes, design, política, negócios, assuntos mundiais, tecnologia, desenvolvimento, e entretenimento.

Gustavo Reis, é professor de matemática e nesta palestra brilhante mostra as vantagens e desvantagens de ser um professor. Pelo título da palestra dele, já dá pra imaginar o que ele realmente acha :D Não conheço o Gustavo, mas deve ser daqueles caras que parar pra conversar deve ser incrível e demorar horas…

Pensando em não ser um professor? pense de novo…

Dedicado a Nayara, a professora com a voz mais bonita :)

(Se você não souber inglês, é só não ler as legendas… rá!)

24 pessoas já comentaram

  • Mi disse em 20/03/2013 | 03:35.

    Muito caprichado. Sou professora também, e é puxado. Cada hora de aula requer pelo menos 5 horas de preparação. A gente sofre, mas quando tem aquele aluno que recompensa nosso esforço (e sempre tem pelo menos um – no meu caso tenho sorte de ter 4 tais alunos), todo o sofrimento vale. Eu adoro ajudar e não consigo imaginar outro jeito de viver.

    Responder

    • André disse em 20/03/2013 | 04:00.

      Obrigado pela oportunidade, Flávio Chongas. Mi, parabéns e continue assim.
      Certa vez eu dei aula para uma turma muito difícil e, para seguir em frente, pensei semelhante a você: se uma dessas pessoas colocar em prática o que eu ensinei, terá valido a pena.

      Responder

  • Nayara disse em 20/03/2013 | 05:16.

    Uau! Meu nome é Nayara e sou professora. A homenagem não foi pra mim mas me senti suuuuper lisonjeada.. Hehehe

    Responder

  • Giulliouz disse em 20/03/2013 | 05:59.

    Demais… Não pelo fato de estar na menor porcentagem que assistiu o vídeo até o fim… rsrs Foi fácil até… Várias coisas para pensar aí. Feliz por ter visto e hoje tem mais debate interno, porque nem sei se no final minha a que pé minha convicção estará.

    Responder

  • Saimon disse em 20/03/2013 | 07:26.

    Ele foi meu professor aqui em porto alegre, realmente é muito bom, e se quer conversar com ele é só adicionar no facebook que ele é um cara super acessível.

    Responder

  • Victor disse em 20/03/2013 | 07:58.

    Bravôôô!!

    Responder

  • Ligia disse em 20/03/2013 | 09:36.

    Daleeee Gustavo! Orgulho de ser aluna dele!

    Responder

  • Vimprio disse em 20/03/2013 | 11:30.

    E eu sou um desses piadistas… era! :)

    Responder

  • Gustavo Reis disse em 21/03/2013 | 02:26.

    Flavio, em primeiro lugar, muito obrigado pelo post e pelas palavras imensamente gentis!
    Fui alertado por vários alunos e ex-alunos, leitores do Chongas, sobre a publicação.
    E o Saimon tem razão, falar comigo é bem fácil (e eu falo bastante): http://www.facebook.com/profgustavoreis e http://www.twitter.com/profgustavoreis
    Foi uma honra enorme ter a chance de compartilhar um pouco do que sinto em relação à profissão que escolhi. Tomara que as pessoas continuem se inspirando e, cada vez mais, surjam professores talentosos e vocacionados para educar as próximas gerações. Precisamos muito deles.
    Abraços, parabéns pelo blog e, mais uma vez, muito obrigado!

    Responder

    • Leonardo disse em 21/03/2013 | 08:58.

      A cada palestra que acontece no TED, volto a ter esperanças na humanidade, e vejo que compartilho como muitos o desejo de um futuro promissor.

      Você, Gustavo, foi mais um que colaborou com esse projeto….. parabéns e obrigado pelas palavras.

      E que a profissão mais bela que há, de educador, seja cada dia mais respeitada e valorizada.

      Responder

    • Carol disse em 24/03/2013 | 11:34.

      Parabéns Gustavo!
      Sou professora em potencial (faço mestrado, rs) e já dei algumas aulas. Percebi o quão difícil é essa profissão e quão desvalorizada, ainda mais quando são aulas para ensinos fundamental e médio. Tenho que admitir, não tenho a mesma garra que você, e o invejo por isso. O Brasil precisa muito de profissionais (não só professores) como você!

      Aliás, Flávio.. as “talks” dos TEDx são show!! Vale postar outras hein, rs!! Parabéns por essa!

      Responder

  • Cassia Costa Kolbe disse em 21/03/2013 | 09:35.

    Olá, eu adorei o video. Sao videos como este que incentivam a seguirmos os nossos sonhos, sejam eles quais for. Tem que amor e prazer na profissao, senao seremos apenas um escravo de nós mesmos e estaremos culpando o mundo por isso.

    Responder

  • Res disse em 21/03/2013 | 09:55.

    Quanta eloquência, realmente é um mestre, como citado no vídeo pelo próprio. Sou de uma família de professores, e nunca entendia tamanha paixão pela profissão… Belíssima palestra, esclarecedor do começo ao fim, com um desfecho excelente. Estou começando uma faculdade federal agora, e espero me tornar tão convicto, quanto o Gustavo Reis. Parabéns pela postagem Flavio, de altíssimo nível.

    Responder

  • victor carvalho disse em 21/03/2013 | 11:35.

    espetacular!!!

    Responder

  • Thiago disse em 21/03/2013 | 02:20.

    Muito bom, tive muitos professores no Etapa e no Anglo de São Paulo que mudaram minha vida.

    Não dou aula de Direito pois rola muita burocracia e puxa-saquismo para dar aula em algumas Faculdades e não tenho tempo/paciência atualmente para fazer isso.

    Responder

  • GSeabra disse em 21/03/2013 | 09:44.

    Ideias

    Responder

  • Cirenna disse em 21/03/2013 | 09:50.

    “Sou professora e gostaria muito de ser cientista da computação. Sei que tenho muito talento, descobri que nasci pra isso, mas tenho que fazer outro vestibular para atuar nesta área, não é?”
    Pessoal, desculpe, não quero atacar o palestrante (que, me parece, é uma pessoa séria e dedicada), mas estou cansada dessa história de “professor de boa vontade”. Isso não existe em outras áreas. O engenheiro é profissional, o dentista é profissional, o pedreiro é profissional. Mas o professor é alguém de boa vontade…

    Responder

    • Leonardo disse em 22/03/2013 | 11:42.

      Cirenna, concordo com você em partes. Concordo que para todas profissões, tem de haver boa vontade, e talvez mais até do que vocação. Mas quando pensamos na profissão de educador, sendo ela a mais importante de todas (pois sem ela nenhuma outra profissão, com embasamento científico existiria), e ao meu ver, a menos valorizada, o termo cai muito bem, pois a vida de um professor é difícil, dura, árdua e muitas vezes humilhante, principalmente em termos econômicos. Realmente tem de ter muita boa vontade pra seguir em frente…..

      Responder

  • poli disse em 22/03/2013 | 10:17.

    O engenheiro é profissional, o dentista é profissional,….E o professor é fundamental na formação deles…

    Responder

  • Sherlock disse em 22/03/2013 | 11:39.

    Engraçado… Quando é para criticar o POST, tem 780 mil coments… agora quando um Post contém algo que é impossível criticar… tem só 18 coments …

    Desisto de entender a humanidade….

    Responder

  • Samuel disse em 25/03/2013 | 09:24.

    Na verdade eu achei bem fraco, foi bacana e tal, mas eu esperava mais com a propaganda que foi feita.

    Responder

  • Eduardo disse em 26/03/2013 | 08:40.

    Gustavo ( e Flavio Chongas), esse foi o melhor vídeo que já vi nessa máquina de fazer doido que é a internet. Tenho 43 anos, vivi a ansiedade do disco do telefone, levei bronca do meu pai porque tentava forçar o disco a voltar mais rápido ao discar o zero (vai estragar o disco, se quebrar esse não tem outro!)… Hoje sou Engenheiro Agrônomo e quando tenho a chance de fazer treinamentos e paletras, procuro olhar para a plateia e descobrir quantos irão aproveitar daquilo que estou falando. É um número surpreendentemente grande, as pessoas estão ávidas por conhecimento , mas eu tenho uma vantagem: quem está lá veio porque sabe do que vou falar e é especificamente sobre um único tema, diferente de você que tem que explorar uma matéria que dispersa os ouvintes. Parabéns, cheguei ao final lembrando quantos dos meus “alunos” me cumprimentam hoje em dia e dizem que fui uma boa influência e imaginando quantos você deve encontrar por aí. Felicidades mil!

    Responder

    • Gustavo Reis disse em 28/03/2013 | 12:02.

      Eduardo, que prazer ler teu comentário! Os alunos são mesmo uma fonte inesgotável de energia! Muito obrigado! Qualquer coisa entra em contato pelo Facebook, o link está no meu primeiro comentário. Abração!

      Responder

Comentar

Mas leia antes estas três regras:
  1. O Flavio Lamenza tem sempre razão
  2. Os campos marcados com * são obrigatórios
  3. Em caso de dúvida, ler a regra no 1