Mais uma Questão Sobre o Voto Nulo

24 de setembro de 2010

Imagem: O gatinho que gostava de conversar sobre o voto nulo

No educativo e provocativo post sobre o voto nulo, deu pra ver alguns argumentos a favor do voto nulo que, se eu não confiasse muito nos comentaristas, poderia pensar que é pura preguiça de pesquisar conhecer os candidatos, ou então que estão deixando a decepção por uma escolha passada afetar uma decisão presente, que terá impacto no futuro de todos.

Mas não é o caso… é?

Aqueles que pretendem votar nulo, certamente o farão porque conhecem a proposta e/ou a história de TODOS os candidatos (à presidente, pelo menos) e certamente tem um motivo racional para não votar em CADA UM DELES, não é?

Imagem: Gatinho concorda em não votar nulo

Agora para a parte mais polêmica do post:

Em tempo, o voto nulo favorece o candidato mais forte porque não altera a composição de votos. Quem vota nulo está dando “meio voto” para o candidato vencedor e, querendo ou não, será responsável pela eleição de nosso futuro governante. Em outras palavras, quem vota em algum candidato pode dizer: “meu candidato ganhou” ou “meu candidato não ganhou”, mas quem vota nulo só pode dizer: “eu contribuí para que o atual governante fosse eleito, mesmo que de forma passiva”.

***

Este texto foi escrito por Rodolfo Aquino cientista político, historiador, pesquisador, professor, estofador e… ok, brincadeira é só um amigo meu que também tem esta questão interessante sobre o voto nulo e quis dividir com vocês sua opinião aqui no Chongas para discutirmos mais sobre o assunto.

______________________________
o comentário mais racional entra aqui abaixo e será discutido em próximos posts.

145 pessoas já comentaram

  • Claudio disse em 24/09/2010 | 05:07.

    Achei muito interessante a matéria. Mesmo sabendo que 20% da população brasileira tem a capacidade de dirigir-se até o local de votação ou até mesmo enfrentar fila na maioria das vezes para votar nulo, ou seja perder a oportunidade de contribuir para uma vida melhor ou que os próprios filhos tenham. Não sei o que passa na cabeça dessas pessoas uma vez que o voto válido pode ser muito útil.

    Responder

    • antonio leal disse em 25/09/2010 | 11:57.

      Mas vc esqueceu de uma coisa… o voto é livre e secreto, se eu quiser votar nulo eu voto! blz?

      Responder

      • Thiago A disse em 25/09/2010 | 09:28.

        Deveria ainda ter a opção de não votar…não gosto da ideia de ser obrigado a ir votar.

        Responder

    • Frederico disse em 02/09/2014 | 08:10.

      Quando se tem candidato com conteudo, seriedade comprometimento com competencia e honestidade comprovada deve-se votar.
      Votar no menos mal é ridiculo, nojento

      Responder

    • Flavio Almeida disse em 16/10/2018 | 08:56.

      Senhores, papo de Petista isso, sou voto nulo, se não temos nenhum candidato descente para votarmos, não somos obrigados a escolher um dos lados de ódio nem do #elesim nem do #elenão, voto nulo não é contabilizado, não ajuda quem ganha não abra mão de seus direitos, eu sou nulo e nem senhor bolsonaro das armas e nem senhor Luladdad da corrupção irão levar o meu voto! Sim sou nulo e com a consciência limpa de que o sangue que enfrentaremos pela frente ou a corrupção dos próximos anos não tiveram relação comigo e sim com um povo sofrido, cansado e em grande parte sim ignorante que é nosso povo Brasileiro. Flavio Almeida

      Responder

  • Lucas disse em 24/09/2010 | 05:11.

    Concordo com o texto e ainda tenho a opinião de que quem vota nulo não tem direito de reclamar depois. Mesmo o nulo sendo, em tese, “nenhum dos candidatos presta”, a pessoa que o vota não está tentando fazer algo para mudar, Há pelo menos 9 candidatos com propostas diferentes, não apenas 3 ou 4 que saem nas pesquisas. A maioria das pessoas que vota nulo, vota porque nenhum dos 3 presta, isso eu acho completamente errado.

    Responder

  • Flavio Gomes disse em 24/09/2010 | 05:13.

    Flávio dá uma olhada no vídeo do lreporta de 04/09/2010

    http://www.youtube.com/watch?v=F96ulSBA7Hc

    Bem descreve a questão dos votos nulos, com uma linguagem muito bacana e simples (*acho* que seu amigo Aquino viu o vídeo também, pra citar uma conclusão tão parecida), acho que vale a divulgação do vídeo do cara

    Responder

    • João Márcio disse em 24/09/2010 | 07:09.

      Curti esse video mais pro final, quando eles explica o por quê da existência de caras como o Tiririca.

      Responder

  • Flavio Gomes disse em 24/09/2010 | 05:13.

    Os comentários passam por aprovação ou falhou pq eu postei um link pro youtube?

    Responder

    • Flavio Lamenza disse em 24/09/2010 | 05:16.

      as vezes cai no anti-spam, mas olha ele aí em cima :) já aprovei.

      Responder

  • João Márcio disse em 24/09/2010 | 05:19.

    Po Flávio, preciso discordar de vc cara. Votar nulo não favorece nenhum candidato. Quem vota nulo apenas se põe passivo diante de uma decisão nacional. A diferença é: Se eu odeio a Dilma (e realmente odeio), votar nulo não é a melhor opção contra ela, e sim votar em outro candidato. Apenas isso.

    Responder

    • Flavio Lamenza disse em 24/09/2010 | 05:24.

      Não fui eu que escrevi o texto, foi o Rodolfo.. mas ele deve respondê-lo.

      Responder

      • João Márcio disse em 24/09/2010 | 05:33.

        Foi mal, não tinha visto embaixo.

        Responder

    • Lincoln disse em 25/09/2010 | 12:06.

      João Márcio, não basta apenas votar em outro candidato, a pessoa tem que votar no candidato rival.
      Não estou dizendo para votar em A ou B, mas o caso que você colocou, quem não quer votar na Dilma de forma alguma e não quer anular o voto para não ajudar a elegê-la, então a única opção viável é votar no Serra. Ahh… mas eu não gosto dele; bom, voto é assim, ou você vota em quem gosta ou vota contra alguém que não gosta. O contrário também é válido, pois quem não vota no Serra, acaba tendo que votar na Dilma, senão elege o Serra.
      Infelizmente eleição para Presidente aqui no Brasil, geralmente só dois candidatos tem real chance de ganhar, então não adianta votar em candidatos fracos politicamente, o resultado é quase como votar nulo.
      Abraço.

      Responder

      • Oswaldo disse em 25/09/2010 | 11:28.

        Lincoln, eu tenho que descordar de vc. Quando vc vota nulo, seu voto é considerado invalido, ou seja, não conta para os 50% + 1 necessários para eleger um candidato no primeiro turno. A partir desse pensamento de 50% + 1 é possível perceber que, se vc não gosta da Dilma (é só um exemplo ;) ) pode votar em qualquer candidato e estará fazendo sua parte para que ela não alcance mais da metade dos votos para ganhar no primeiro turno. Lógico, daí vale aquela coisa de que o candidato que vc votou pode não disputar o segundo turno, mas pelo menos vc cumpriu o objetivo de não eleger, no primeiro momento, o candidato que não gosta.
        Resumo da história: existem 9 candidatos, pelo menos 4 com propostas diferentes dos 3 que mais aparecem, votar nulo porque não gosta dos “principais” só irá ajudar quem estar ganhando a obter mais da metade dos votos VÁLIDOS.

        Responder

  • izaldir disse em 24/09/2010 | 05:22.

    Já tenho meus candidatos definidos ainda bem.

    Responder

  • Raphael Santos disse em 24/09/2010 | 05:33.

    Boa tarde a todos.

    Creio eu que voto nulo, não é tudo isso de ruim que os comentários acima falaram.
    Acredito também que o voto nulo, não favorece quem está na ponta, você não dá “meio voto” a ninguém, simplismente, aceita o que o resto do Brasil elegeu e se exime da responsabilidade de dizer ” Eu votei nesse cara e ele só roubou!” ou caso o politico seja bom, também nunca poderá se orgulhar por tal fato.
    Não favorece a nenhum politico pois você não acrescenta, nem decrementa a quantidade de votos para nenhum candidato. Pensando Logicamente, vamos pensar em uma coisa menor, que o candidato possa ganhar com no minimo um voto de diferença, então temos três cadidatos, sendo eles Paulo, Roger E Fabiana, Fabiana e Paulo estão empatado com 334 votos, e Paulo tem 333, sendo assim, falta apenas uma pessoa para votar.
    Se essa pessoa Vota na Fabiana ou no Roger, elege um dos dois, caso vote no Paulo, fará com que os 3 fiquem empatados, precisando de uma nova votação, ou sei lá o que, mas se não votar em ninguem, não mudara em nada. As pessoas que já votaram que vão assumir a responsabilidade de eleger, ou rever um critério para desempate. Ou seja, não, voto nulo não acrescenta em nada, não muda, é como se houvesse um cidadão a menos, que muitas vezes acaba sendo mais racional que quem vota em um cadidato que se assume ladrão, ou mesmo faz palhaçada com o que muitos lutaram para conquistar.
    Outro ponto que eu gostária de citar, é o preconceito exagerado com quem escolhe essa opção, por exemplo, em um dos comentários acima foi citada a seguinte frase : “Mesmo sabendo que 20% da população brasileira tem a capacidade de dirigir-se até o local de votação ou até mesmo enfrentar fila na maioria das vezes para votar nulo”. É logico que as pessoas perdem seu tempo para votar, mesmo sendo nulo, vivemos em uma “democracia”, com “liberdade” em que você é obrigado por lei votar. Portanto, se é Democracia e se o voto é livre, porque somos obrigados a fazer o mesmo? Ser cidadão? E se somos obrigados a cumprir nossos papaeis como cidadãos, por que os eleitos não são obrigados a comprir o deles como politicos?

    Responder

    • André HL disse em 25/09/2010 | 01:32.

      Agora imagina a seguinte situação:

      Total de eleitores: 100
      Roger – 48 votos (48%)
      Fabiana – 30 votos (30%)
      Paulo – 12 votos (12%)

      Faltam 10 votos:
      – Se votarem em Fabiana ou Paulo, temos segundo turno.
      – Se votarem em Roger, logicamente, Roger é eleito.
      A parte importante:
      – Se todos votarem nulo resuta em Roger eleito, ou seja, elegeram o mais forte. Mas porquê?
      Roger com 48 votos e 90 eleitores teria 53% dos votos válidos, ou seja, eleito por maioria.

      Responder

      • RC disse em 25/09/2010 | 08:47.

        Perfeito, agora você está querendo colocar a culpa da eleição de Roger por causa de 10 pessoas que NÃO votaram, ao invés de culpar os QUARENTA E OITO que votaram nele.

        Sensacional.

        Responder

      • Brasileiro disse em 26/09/2010 | 12:22.

        Equívoco n.1: você está pressupondo que os três candidatos (Roger, Fabiana e Paulo) são dignos de voto. E se eu substituir os nomes? E se os candidatos forem Renan Calheiros (no lugar de Roger), Fernando Collor (no lugar de Fabiana) e José Sarney (no lugar de Paulo)? Vamos trabalhar com esses três nomes. É melhor anular o voto ou votar em Fernando Collor ou José Sarney?

        Equívoco n. 2: Como disse o comentarista acima, Renan Calheiros ganharia a disputa hipotética não porque os 10 últimos anularam os seus votos, mas porque 48 pessoas votaram nele.

        Equívoco n. 3: Renan Calheiros, o vencedor hipotético, não é o “mais forte”, é apenas o mais votado.

        Equívoco n. 4: Ter segundo turno, às vezes, significa apenas mais dinheiro desperdiçado e mais enchimento de saco, o que vai resultar depois em mais dinheiro roubado para compensar os gastos. Na eleição passada (2006) fizeram o maior alvoroço para Alckmin ir para o 2o. turno e conseguiram. Mas aí o Alckmin teve menos voto no 2o. turno do que teve no 1o. turno. E aí? Os que votaram nele para ter 2o. turno, mudaram o quê? Fazer com que haja 2o. turno não significa absolutamente nada no sentindo de mudança, significa, isso sim, mais e mais dinheiro jogado no lixo (dinehiro que precisará ser recuperado posteriormente).

        Responder

    • Oswaldo disse em 25/09/2010 | 11:40.

      Raphael, seu pensamento de que voto nulo não ajudará quem está ganhando só é válido para o segundo turno, onde quem obtem mais votos válidos ganha. Como o voto nulo é considerado inválido imagine essa situação no primeiro turno:
      400 pessoas estão votando, existem os candidatos A, B, C, D

      A recebe 198 = 49.5% do total de votantes
      B recebe 95 = 23.75%
      C recebe 48 = 12%
      D recebe 50 = 12.5%
      e existem 9 votos nulos. Como é possível ver, o candidato A não conseguiu mais da metade dos votos, mas mesmo assim ele ganhou as eleiçoes logo no primeiro turno pois conseguiu mais da metade dos votos validos q deu 50.6% Nesse caso, voce que votou nulo É SIM RESPONSÁVEL POR ELEGER O PRESIDENTE, e, caso ele seja um péssimo presidente, deve sim se sentir “culpado” por isso

      Responder

  • yusei disse em 24/09/2010 | 05:34.

    Moro no Amapa, teve aquela operação de mãos limpas aqui onde levaram o candidato para governo e senado, os que ficaram são tudo do mesmo grupinho fora um que n é, mais este já tem rolando um video dele matando animais >.>

    Ai n tem como n votar nulo, n da pra votar nesses pilantras, sem opcao de voto n tem como.

    Responder

  • d2 disse em 24/09/2010 | 05:36.

    Vamos nos dedicar as eleicoes assim como se dedicam a torcer pelo brasil na copa.

    escolham seus candidatos, pesquisem a melhor proposta e o passado.

    Vamos renovar e parar com isso de voto nulo ou de protesto

    So palhaço vota em palhaço.

    Vote em gente seria, nao em artistas ou pagodeiros.

    um abraço

    Responder

  • Raphael Santos disse em 24/09/2010 | 05:38.

    Ah outra coisa, melhor votar nulo, do que em “candidatos que vc acha que não vai ganhar”, vai que mais pessoas pensem que nem você…

    Responder

  • but what that hell disse em 24/09/2010 | 05:46.

    bom eu ja sei em todos q vou votar,MA EAE XONGAS?E SE O CARA AXA Q NGM MERECE SER PRESIDENTE?FAZ OQ?KERU VER RESPONDER ESSA COM BONS ARGUMENTOS XD

    Responder

    • guilherme disse em 24/09/2010 | 06:05.

      se para ele ninguem merece ser presidente que ele se candidate a presidente. nao dá para nao ter presidente no nosso pais. ou entao faça uma revolução anárquica!

      Responder

    • Oswaldo disse em 25/09/2010 | 11:44.

      Nesse caso, o voto nulo é uma alternativa, mas vc não deve achar que se redimiu da culpa por eleger um presidente ruim. Faça alguma coisa pra mudar isso, como se candidatar a presidente (?!)

      Responder

    • É ieu Memo disse em 28/09/2010 | 02:27.

      realmente não tem muito o que fazer, mas estou começando a achar interessante se vincular a algun partido político para apenas se manter atualizado, pois viver só com opniões alheas fica complicado ter um opnião concreta de que ninguem e merecedor, mas realmente eu acho complicado tbm essa questão

      Responder

      • É ieu Memo disse em 28/09/2010 | 02:30.

        e eu acho interessante a variedade de votos, pois estimula a competição entre os candidatos, forçando-os a trabalhar mais…

        Responder

  • Quel disse em 24/09/2010 | 06:00.

    Se eu não acredito em nenhum dos candidatos, posso:
    1. Votar nulo (mostrando minha indignação com cada um dos pilantras que estão concorrendo);
    2. Votar no menos pior (correndo o risco de eleger um cara que vai foder minha vida pelo próximos 4 anos, e ainda ter que conviver com o fato de eu ter ajudado o fulano a se eleger);
    3. Votar em qualquer um que aparentemente não tem chance de ganhar (e correr o risco de, ainda que sem querer, acabar elegendo um mau candidato);
    4. Votar num candidato cujas ideias eu desprezo (o que seria insano, já que a ideia de uma eleição é para que a pessoa possa escolher o que ela acredita ser o melhor para o país);

    Quem vota nulo é porque não concorda com NENHUM dos candidatos, ou seja, não acredita em nenhum deles, não concorda com as propostas deles e almeja o dia em que o resto da população entenda a grande merda que é o cenário político desse país. Acredito que quem vota nulo, na maioria das vezes, é consciente o bastante para fazer essa escolha e, talvez, seja mais consciente para buscar outras formas de ajudar a população a se informar, a se impor e a fazer a escolha certa: mesmo que a escolha certa seja escolha nenhuma. Acredito que quem vota nulo e defende esse voto tem sim grandes responsabilidades: tem que continuar lutando pelo que ele acredita (e não se render à massa e votar em um dos palhaços que estão concorrendo).
    Quem vota em qualquer um deve ser responsável pelo seu voto; deve saber que se ele ajudou um fulano a se eleger, ele é, em certa medida, culpado por todas as merdas que o fulano fizer.
    Ser cidadão é ser responsável e procurar o melhor para a sociedade, e votar nulo é uma das escolhas possíveis. Só não aprovo o voto nulo quando ele se torna um escape, uma forma de se omitir. No mais, acredito que o voto nulo é um primeiro passo para que a pessoa se posicione contra, e são os feitos que virão após esse posicionamento que talvez mudem alguma coisa. Mas engolir qualquer governo, ou pior: ajudar a eleger qualquer governo, é uma irresponsabilidade muito grande.

    Responder

    • Oswaldo disse em 25/09/2010 | 11:51.

      Se a pessoa que vota nulo é “mais consciente para buscar outras formas de ajudar a população a se informar, a se impor e a fazer a escolha certa” essa pessoa deveria no mínimo propor uma nova opção (se candidatar), pois só assim estaria ajudando a população a fazer a coisa certa e impedir, de fato, que a política se continue o lixo que está. A pessoa que simplesmente vota nulo pode até estar só expressando a sua revolta, mas no fundo está sabotando a eleição ajudando, porque concerteza é o voto dessa pessoa que interessa, por ter mais acesso a informação e tudo mais, diferente do cara que não tem nem o que comer e vota no politico que der o preço mais alto

      Responder

  • Gustavo disse em 24/09/2010 | 06:09.

    Passei grande parte da minha vida pensando que o voto nulo seria uma maneira de me rebelar e de mostrar minha indignação com o governo. Porém, percebi que as coisas não são bem assim e que a maneira de prostestar contra certos candidatos é o simples voto.
    Porém acredito que estamos ignorando aqueles que utilizam do voto nulo como uma maneira de expressar sua opinião. Não sua opinião de que ninguém é bom para o governo do nosso país, mas sim posição contrária ao próprio governo. Se fui confuso, estou me referindo dos anarquistas, que acreditam em uma sociedade livre de Estado que se auto regula.
    O problema é que a justiça eleitoral não respeita o voto nulo. O voto nulo não é computado, mas é apenas contados para medida de estatística. Não sou anarquista e não votarei nulo, mas acredito que como o meu voto para presidente é respeitado e computado, os votos nulos também devem ser considerados.

    Responder

  • @adricgomes disse em 24/09/2010 | 06:23.

    tenho que discordar, voto nulo sim. Eu vou votar pra quem eu achar que mereça o meu voto, mas pra deputado distrital (DF) e pra governador não vejo sentido, afinal as minhas opções são o ex-governador que renunciou por medo de se queimar no STF 4ever (86 anos ele teria se fosse condenado e poderia se candidatar), o outro envolvido naquele negocio do roubo das ongs… é.. eu vou votar nulo sim! prefiro dizer que não escolhi ninguem a dizer que escolhi o ladrão…

    Responder

  • Carmezini disse em 24/09/2010 | 06:34.

    Po Flávio, preciso discordar de vc cara. Votar nulo não favorece nenhum candidato. Quem vota nulo apenas se põe passivo diante de uma decisão nacional. A diferença é: Se eu odeio o Serra (e realmente odeio), votar nulo não é a melhor opção contra ele, e sim votar em outro candidato. Apenas isso.

    Responder

    • @ClaudiaTimoteo disse em 27/09/2010 | 11:46.

      Carmezini, votar nulo favorece sim o candidato com mais votos. Pense comigo: Se na eleição tivesse 100 pessoas votando, o Serra precisaria de 50% + 1 dos votos válido para se eleger, ou seja, 51 pessoas. Porém, se você vota nulo seu voto não é válido… vamos supor que 10 pessoas votem nulo, a partir daí o Serra precisaria de 46 votos para se eleger. Ou seja, favorece no sentido de que o candidato mais votado precisa de menos votos para se eleger. Para mim, o caminho é votar no menos pior… Votar nulo é desprezar o que todos os que participaram das Diretas Já fizeram pela democracia, há outras formas de protesto. Sou a favor de um movimento para que haja uma reforma política, uma das minhas propostas é que houvesse um ‘teste’ com o futuro candidato, para que ele demonstrasse o mínimo de conhecimento sobre administração pública e processo legislativo, assim teríamos candidatos mais selecionados e mais bem preparados.

      Responder

      • É ieu Memo disse em 28/09/2010 | 02:40.

        eu acho que essa idéia de que menas pessoas votando vai favorecer um candidito é furado, pois que garante que como no exemplo citado acima as 10 pessoas irão decidir quem ganha de forma significativa, pois até mesmo entre os 10 vai haver discordancia entre candidatos, pois não é só “ele vai precisar de menos votos pra ganhar, ele tambem vai ter menas pessoas votando, simples assim.

        Responder

  • Marco Faria disse em 24/09/2010 | 06:43.

    Entendo quando você fala que quando a pessoa resolve anular o voto ela favorece aquele que está liderando as campanhas, mas a coisa vai muito mais longe. Essas pesquisas de campanha eleitoral mesmo são completamente manipuladoras faz com que as pessoas pensem “ah meu candidato está com 5% das intenções então nem adianta votar nele” ou então “vou votar em fulano porque ele não vai ganhar” resumindo, todo mundo que não vota em A e B que são quem estão liderando segundo estas pesquisas, praticamente estão anulando o voto e favorecendo quem teoricamente está liderando. Depende do ponto de vista, eu anulo meu voto por falta de opção, não existe um canditado que irá favorecer a população em geral e mesmo assim por experiências passadas não da para confiar. Em quem eu votaria? Em alguma pessoa que já exerceu a função política e agradou o povo com os feitos dele, coisa que nenhum destes candidatos atuais (a presidência pelo menos) fez.

    Responder

    • É ieu Memo disse em 28/09/2010 | 02:46.

      Na minha opnião anulando o voto vc não favorece ninguem, pois mesmo anulando seu voto, se caso vc escolhece um candidato nem sempre seria o mesmo que outra pessoa que tambem anularia o voto resolvesse escolher um candidato, isso revela que os votos anulados, não significam que se resolvessem escolher alguem, seria coencidentemente o mesmo candidato

      Responder

  • Finelli disse em 24/09/2010 | 06:55.

    É interessante notar que está se discutindo o mérito ou não do voto nulo, quando se deveria estar discutindo a ausência de propostas de plano de governo de todos os candidatos a presidente. É uma pena, realmente, que o “debate político” no Brasil se resume a uma série de acusações que voam de um lado a outro. Eu acredito que, se houve mesmo um crime da parte de qualquer um dos envolvidos nesses escândalos, que se abra um processo e se apresente provas. Por mais que eu esteja inclinado a acreditar nelas, acusações na ausência de provas de nada significam. E por mais que o sistema judiciário seja falho, é preciso primeiro ter fé (sim, fé) no seu funcionamento e depois pensar em como reformá-lo, e não ignorá-lo. Volto a dizer, não há um plano de governo claro, não a stricto sensu, coisa que no Brasil (se fosse possível no nosso país, pasmem!) só aconteceu numa ditadura de 60-70 anos atrás.
    Quanto ao voto, todos têm sim direito de anular o seu próprio voto, e a despeito de terem feito isso, também têm o direito de reclamar depois. Nem que 95% da população votasse efetivamente, os 5% que não o fizeram têm sim o direito, pois a possibilidade de existência de oposição, independente do motivo, é um dos pilares da democracia. Embora no Brasil a nossa democracia se resuma ao voto, a cada 4 anos, para nossos presidentes.
    Aliás, porque ninguém fala dos que “justificam” o voto porque aproveitam pra ir pra praia? Isso pra mim é mais estúpido ainda…

    Responder

  • Jader disse em 24/09/2010 | 07:21.

    Creio que essa seja uma discussão banal.
    O voto banco/nulo não muda a composição dos votos válidos. Fato.
    O voto branco/nulo te abstém de um direito. Fato.
    Se uma grande parcela da população não concorda com as ideias propostas pelos partidos a elas apresentados, a única resposta plausível de racionalidade é a de se organizem e fundarem um novo partido, com ideias e propostas que difiram das atualmente presentes.
    Os restantes das alegações podem ser classificados como “ignorância do sistema político vigente” ou “argumentações para a ignorância”.
    O voto branco/nulo implica em um pedestal de arrogância. Mas, iludir-se no ingênuo mundo do conformismo, parece conceitualmente admissível para muitos.
    Abs, Jader.

    Responder

    • É ieu Memo disse em 28/09/2010 | 02:52.

      concordo em partes com vc, realmente os votos nulos não alteram em nada nas eleições, mas espressam sim a opnião pública, e fundar um um novo partido nem sempre é a solução, pois para ser relevante o novo partido teria de ser muito bem divulgado ou ter uma pessoa de muita influência sobre a população como apresentadores de tv, infelizmente essa é a verdade, marketing é tudo.

      Responder

  • Tiago Lacerda disse em 24/09/2010 | 07:24.

    Ideologia x Representatividade – Porque não votar nulo

    Gostaria de enriquecer essa questão com alguns dados relevantes.

    De acordo com o IBOPE (link no final do texto)

    “O acesso à internet em qualquer ambiente (residências, trabalho, escolas, lan-houses, bibliotecas e telecentros), considerando os brasileiros de 16 anos ou mais de idade, chegou a 67,5 milhões de pessoas no quarto trimestre de 2009.”

    Vale observar que o universo em questão (brasileiros com 16 anos ou mais) é o mesmo universo de pessoas teoricamente aptas a votar.

    Ok, continuando…

    De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE – link no final)

    Temos um total de 135.804.433 eleitores aptos a votar, sendo que essa distribuição por grau de instrução, verifica-se que a ampla maioria possui um baixo índice de instrução.

    Considerando que quanto mais alto o acesso a informação e maior o grau de instrução, proporcionalmente, maior é o grau de politização e senso crítico.

    Os argumentos em relação ao voto nulo acabam por aparecer nessa faixa de população, que não representa a maioria brasileira.

    Sabemos também que quanto menor o grau de instrução e menor o acesso a informação (principalmente a internet), maior é a tendência de manipulação de opinião, com as pessoas tendendo a votar pensando apenas no seu círculo de vida (tudo aquilo que diz respeito ao seu dia-a-dia) não pensam no voto como um cidadão de um país continental.

    Ou seja, para cada voto nulo, é menos um voto “de controle”, ou um voto “consciente”, que poderia ser aproveitado para estabelecer um equilíbrio na votação.

    Nesse aspecto, o voto nulo acaba por deixar o resultado da eleição, proporcionalmente nas mãos das pessoas que tem menos senso político e acabam sendo “massa de manobra” dos maus políticos.

    Vejam, esse artigo se baseia num raciocínio estatístico, considerando apenas a representatividade do povo brasileiro. Não estou entrando em questões ideológicas, mas tentando mostrar por uma questão prática porque o voto nulo não é “útil” ao país como um todo.

    http://www.tse.gov.br/internet/eleicoes/estatistica2010/Est_eleitorado/grau_instrucao.html

    http://www.ibope.com.br/calandraWeb/servlet/CalandraRedirect?temp=6&proj=PortalIBOPE&pub=T&db=caldb&comp=pesquisa_leitura&nivel=null&docid=17CCD8DF3C83101C832577460057D746

    Responder

    • É ieu Memo disse em 28/09/2010 | 03:22.

      ola thiago, desculpe não ter acessado os links que vc deixou, porem entrarei em outra oportunidade (rsrsr é que olhei as horas e vi que era tarde), mas levando em conta os numeros citados acima se dividirmos 135,8 milhões de pessoas por 67,5 milhões de internautas podemos ter o resultado de 2,01, ou seja 2 pessoas por internauta, isso significa que se uma pessoas instruida (se internauta realmente significasse ser instruido, pois nem sempre isso é regra) mostrasse seu argumento e visão política a duas pessoas sem esse acesso a informação, contribuiria significamente nos indices de pessoas conciêntes. Podendo concluir que o dialogo construtivo vence essas barreiras, mas se olharmos com uma visão mais detalhada, pode se perceber que a informação não está distribuida uniformemente pelo país todo conplicando mais essa continha, rsrs, mas contribui e muito mesmo assim.
      E no caso em que vc disse que as pessoas sem informação são massa de manobra, creio que infelizmente todos somos, pois por mais que tenhamos informação isso não muda o fato de tambem sermos atingidos por essa influencia, pois tudo gira em torno do marketing político, pois para uma vida pública ser honesto não é tudo, as pessoas precisam saber e acreditar em sua honestidade.
      CONCLUINDO a informação deve ser divulgada por quem a tem para pessoas desprovidas dela, o político não basta ser bom, tem que se mostrar mais ou pelo menos ter frutos (atitudes) que fassam isso por ele e por ultimo, o aumento da concorrencia força os candidatos a trabalhar mais….

      Responder

  • Ricardo Silva disse em 24/09/2010 | 07:43.

    Serei breve sobre a matéria…
    Se votar nulo favorece quem está ganhando, algo que é um fato, porque não perder uns minutos pesquisando sobre em quem votar para não se arrepender depois? Mas uma dica talvez seja escolher o menos pior, pois achar o melhor vai ser complicado, infelizmente ninguém é perfeito, e cada um cria seu próprio critério de escolha. Eu fiz a minha, num voto 45 nem pra sindico de prédio.
    Abraços

    Responder

  • Ricardo Silva disse em 24/09/2010 | 07:57.

    Se alguém ficar ofendido pode tirar a ultima frase do comentário.
    Abraços

    Responder

  • chalaça disse em 24/09/2010 | 08:05.

    Conversando com algumas pessoas próximas, enxerguei que votar nulo é pior do que votar em um candidato mesmo que seja fraco. Eu não acredito em política, já deixei isso claro anteriormente, mas também percebi que se eu não votar no candidato menos ruim (assim mesmo), um pior pode vir à tona. Então decidi que vou dar uma chance para alguém mostrar algo. Creio que também seja bom para eu me responsabilizar um pouco pelas cagadas que ele vá fazer no futuro, assim posso tentar puxar a orelha da criatura (embora seja improvável de eu conseguir) .

    Responder

    • É ieu Memo disse em 28/09/2010 | 03:26.

      Eu acredito que se tivessemos mais votos quase que igualmente distribuidos aumentariam a concorrencia entre os candidatos forçando-os a terem uma boa reputação para haver reelieção do mesmo ou divulgação de seu partido.

      Responder

  • Davi Fernandes disse em 24/09/2010 | 08:43.

    “o voto nulo representa a revolta, a passividade em relação ao que esta acontecendo.”
    Não.
    Na verdade não é assim que acontece. Votar nulo não é como deixar de dar sua opinião. Votar nulo, é concordar com o status quo, como diria Lázaro Curvélo cientista social :
    “A “neutralidade”, neste campo, somente serve à manutenção do status quo e, se este não satisfaz, há que se posicionar a respeito.”
    Ou seja, se você não concorda com alguma coisa você tem que se opor, de alguma forma. Neste caso votando. Pois mantendo-se omisso estará apenas ajudando na manutenção de quem esta no poder (neste caso).

    Responder

  • eu disse em 24/09/2010 | 08:44.

    Propostas? de boas intenções o inferno esta cheio. O sistema é falido, e só tem dois jeitos de “arrumar” isso, uma revolta civil, onde fosse feita uma constituicao decente com leis claras sem tres ou mais “interpretações” jurídicas, ou explode tudo e começa de novo.

    Mas o voto nulo, assim como votar no Tiririca, por exemplo, é uma forma de protesto, imagine uma eleicao, onde o povo é OBRIGADO a votar, ridiculamente obrigado.. mas eh obrigado. Ter uma taxa de abstenção ou nula de mais de 50%, ou 30% que seja, algo está errado nessa “democracia”. Ao contrario de votar em A ou B, que sabemos que podem até ter boas intenções, mas, se não participar da máquina não vai pra frente.

    Ora meus amigos, é muita ingenuidade achar que vamos conseguir mudar nosso pais com o voto, essa história é muito linda, construtiva, fortalecedora! mas a realidade é bem outra, vote em A ou vote em B, enquanto ficarmos calados, e as regras continuarem igual, nada vai mudar.

    Vote em alguem que vc confie, que ache que pode fazer algo, mas não se iluda, dificilmente ele irá fazer algo que realmente venha a deixar o país perfeito. Vai ter corrupcao, vai ter lavagem de dinheiro, vai ter rico comprando Abeas Corpus, vai ter ministro do STF votando a favor de candidatos condenados, e, vai ter o povo se revoltando no twitter pq o stallone falou umas verdades sobre o Brasil.

    Como diria um célebre músico e compositor “Assim caminha a humanidade, com passos de formiga e sem vontade”.

    Quer melhorar o Brasil? Não ache que seu voto vai mudar tudo, comece por vc. Se vc fizer a sua parte, tudo pode mudar, mas se vc esperar que um politico faca a parte dele, e a sua, esqueca.

    Resumindo, quer votar nulo? Vote com vontade!!!

    Responder

    • Finelli disse em 25/09/2010 | 11:18.

      Não creio que o sistema seja falido, muito longe pelo contrário. Isso me parece espírito de vira-lata que nós brasileiros temos a respeito de nós mesmos. Quer ver como estamos bem? Leia alguns jornais publicados pela América Latina e como eles se expressam a respeito do Brasil. A palavra “imperialista” vai surgir, e não poucas vezes. Somos vistos muito como nós vemos os EUA. Quer ver um sistema falido? Veja a realidade do México. Ali sim o Estado sumiu. O controle daquele país está dividido entre 7 cartéis, cujas atividades vão de narcotráfico a tráfico de órgãos.
      Quanto a questão das leis que você apontou, devo lhe informar que a constituição brasileira de 1988 é uma das mais estudadas no campo jurídico e é considerada uma das mais bem feitas do mundo. Pode-se inferir dai que o problema não são exatamente as leis…

      Só pra esclarecer pra todos, há uma diferença entre voto branco e voto nulo. Este não é contabilizado a favor de ninguém; aquele sim, é contabilizado em favor do PARTIDO que está na frente. Portanto, quanto mais votos brancos existem, melhor para senadores e deputados sem muita presença, pois eles são alavancados por seus partidos.

      ps: se escreve Habeas corpus…

      Responder

      • É ieu Memo disse em 28/09/2010 | 03:37.

        Concordo com vc, mas acho que deva ser abertas as portas das competições políticas, pois apenas dois ou tres partidos políticos se destacam publicamente, acho que deveria ser feito algo em relação a isso, pois quem ganha é o que mais tem investimentos na imagem e o horário político na televisão não esta contribuindo muito na minha opnião, acho que o sistema de divulgação dos partidos deva ser discutido melhor.

        Responder

  • Paula disse em 24/09/2010 | 09:18.

    A idéia de igualar votos brancos e nulos é uma malandragem muito bem feita, anular o voto não tem o mesmo valor de votar em branco, embora no nosso sistema, atualmente, sejam computados da mesma maneira. O Voto nulo indica, em teoria, que nenhum candidato dos que estão ali são dignos de um voto, e portanto o voto será anulado, não é abrir mão de um direito, a abstenção também é uma escolha, e certamente é uma opinião válida (muitas vezes é uma opinião muito mais refletida, e muito mais fundamentada do que a opinião daqueles que “odeiamloucamente” ou “defendematémorte” determinado partido ou candidato), já o voto branco indica que qualquer um dos candidatos servem. O fato é que, todos vão dizer que não interessa se na teoria eles tem valor diferente, se na prática são computados da mesma maneira, e portanto votar nulo ou branco serve para favorecer quem está ganhando (sim, isso é uma questão simples de matematica, se existem 100 votos, e um candidato especifico terá 48 votos, isso indica 48%, agora, se dos 52 restantes, 50 votarem branco ou nulo, os 48 votos viram 96%, já que apenas 50 votos fazem parte dos votos válidos), contudo, acredito que a opção de votar em branco não busca alcançar uma realidade fática imediata, é uma posição ideológica. Mostrar etatisticamente que uma parcela razoável da população vota nulo, pode ser um argumento bastante forte para acabar com essa palhaçada de igualar votos brancos e nulos, ou pode simplesmente mostrar que uma parte do eleitorado está assumindo uma postura mais critica diante das opções que tem, e não está adotando uma posição passiva (voto branco) diante dos candidatos. Até mesmo porque, vote nulo ou não, é dificil discordar de maneira racional da idéia de que o justo seria que votos nulos fossem computados como nulos, nunca como inválidos ou como passividade. Mas para que um dia (o que são todos os nossos projetos, se não sonhos?) tenhamos base sólida e real para sustentar a defesa da mudança do sistema para que a opinião daqueles que se abstem, seja tão relevante e importante para as escolhas que a opinião daqueles que sabem em quem votar “desde criancinha”, democracia, no fim das contas, é considerar a opinião e vontade de todos, e não obrigar uma minoria a se adequar as idéias da maioria.

    Responder

    • Paula disse em 24/09/2010 | 09:44.

      Só para corrigir:

      “contudo, acredito que a opção de votar em branco não busca alcançar uma realidade fática imediata, é uma posição ideológica.”

      Deve ser lido como:

      “contudo, acredito que a opção de votar NULO não busca alcançar uma realidade fática imediata, é uma posição ideológica.”

      Confundi, desculpa aê!

      Responder

    • É ieu Memo disse em 28/09/2010 | 03:45.

      achei legal seu coment, porem discordo que votos nulos e brancos favoreçam a quem ta ganhando, pois até mesmo as pessoas que votam nulo se fossem escolher um candidato não teriam a mesma opnião, sendo assim não auterarima de forma significativa as porcentagens de votos válidos. e concordo que os votos nulos e brancos mesmo que não afetem significamente a escolha de um candidato mostra a opnião do povo em relação aos candidatos.

      Responder

      • Paula disse em 28/09/2010 | 09:40.

        As pessoas que votam nulo, se votassem em outro candidato alterariam a porcentagem de votos válidos, como no exemplo que eu dei, então quando votam nulo ou branco, diminuem a porcentagem de votos validos e cada um dos votos válidos passam a valer mais “porcentagem”, como eu disse, em 100 votos, se todos forem válidos, cada voto vale 1% , se dos 100. 50 forem válidos, cada um vale 2%, e por isso favorece quem está ganhando, se um candidato determinado fosse ter 35 votos, ele teria 35%, e iria para segundo turno, se todos os 100 votos fossem válidos. Agora, se só os 50 fossem válidos, ele teria 70%, e isso é bem diferente. e Quem vota nulo ou branco, provavelmente, se votasse, não votaria na pessoa que está com mais votos, porque se concordasse com essa pessoa nao votaria nulo, entao nao acho que seja um favorecimento relevante – já que, difernete do meu exemplo, sao poucas as pessoas que votam em branco ou anulam o voto, mas favorece um pouco sim, por uma questao matematica simples…

        Responder

      • É ieu Memo disse em 30/09/2010 | 02:48.

        Ola Paula,

        Compreendi seu raciocínio lógico, porem acho que mesmo neste sentido de que se as pessoas quisessem votar para beneficiar quem está ganhando votaria nele ja de cara, porem por inumeras questôes, tanto como afinidade com o algun candidato, por questões de afinidade com o partido, e por incrivel que pareça até religioso (no caso do candidato ter apoio de alguma entidade religiosa ou ser de determinada religião) por essas e outras infinitas coisas como por exemplo o eleitor ja que não vai votar em branco, vai votar no candidato que que a mãe dele votar ( ou qualquer pessoa que exerça qualquer tipo de inflência). Por isso digo que é improvável que de para se prever se realmente irá fazer alguma mudança, e se pensar de forma probabilistica, a porcentagem de votos válidos para cada candidato por probabilidade será a mesma probabilidade dos votos nulos/brancos se converterem em votos para cada candidato com pequena margem de erro, pois o nível de aprovação para população em geral ira refletir na pequena população que votou nulo ou branco. obrigado pela atenção

        Responder

  • Geni disse em 24/09/2010 | 09:26.

    Se o candidato tem que ser seu REPRESENTANTE e você se não identifica com as propostas de nenhum deles. Se você acha que as regras do jogo eleitoral não estão claras e corretas. Se voismecê acha que os políticos eleitos ficam 4 ou 8 anos sem praticamente nenhum controle por parte da sociedade, vote no PGN (Partido da Genitália Nacional – 69).

    Responder

    • Oswaldo disse em 26/09/2010 | 12:06.

      tenho uma idéia melhor, que tal fundar o seu partido? Votar nulo é tentar tirar o seu da reta, tentar tirar o peso de uma decisão mal feita das suas costas. Se vc acredita que realmente está tudo errado, faça algo real para mudar.

      Responder

      • É ieu Memo disse em 28/09/2010 | 03:47.

        fundar partido é o mesmo que sair fundando igreja, nem sempre vai ter muita repercussão.

        Responder

  • Euler Martins disse em 24/09/2010 | 09:27.

    Discordo do posto e de algumas opnioes aqui, primeiro pq acho que vem vota nulo nao dá meio voto a ninguem e nao favorece o mais forte e tb como dito aqui , também nao exime da culpa ou da responsabilidade, e sim apenas diz que não concordo com nenhum dos que estao aí concorrendo, quero votar em outros. Se 50%+1 dos eleitores votarem nulo, o TSE deve fazer uma nova eleição com canditados diferentes, ou seja a maioria nao quer nenhum dos que estão concocorrendo. Voto em branco sim , é dizer para mim tanto faz como tanto fez.
    Bom cada um que vote com consciência, e nao reclame futuramente que o pais está assim ou assado, e boa eleição a todos.

    Responder

  • Levy Fidelix disse em 24/09/2010 | 10:00.

    Brasil pra Frente! Levy Fidelix Presidente! 28!

    Responder

  • Dudu disse em 24/09/2010 | 10:02.

    Eu penso que o voto nulo é uma forma de dizer: ‘não conheço a história de todos os candidatos e não me sinto apto a votar’ ou ainda ‘não tenho uma opinião formada sobre os candidatos, portanto não quero que o meu voto conte pra nada’. E quem disse que favorecer o candidato mais forte seria algo ruim? Em teoria, se eu não tenho uma opinião, o melhor seria acatar a decisão tomada pela maioria, uma vez que as chances estatísticas da maioria estar errada é bem menor do que a da minoria estar equivocada.

    Responder

    • Oswaldo disse em 26/09/2010 | 12:08.

      Grande parte do Brasil não tem informação suficiente para escolher o candidato, junte aí alguns fanáticos por algum partido e pronto, será q realmente a maioria fez a melhor decisão?

      Responder

  • Walter Lerner disse em 24/09/2010 | 10:10.

    Olha, discordo do post, o voto nulo de forma alguma é “meio voto” para quem está ganhando, senão votar em candidatos menores também seria, quem vota no Partido Verde por exemplo, realmente tem esperança que o candidato ganhe? Talvez sim, assim como o voto nulo, que significa que todos os candidatos ao cargo não podem concorrer novamente se o nulo ganhar. É um “movimento”. eu por exemplo não sou democrata, é também um meio de se posicionar perante a sociedade. Eu não sou nenhum “expert” em política, mas uma coisa eu sei, votar no “menos pior” é tão ruim quanto. Exemplo: escolher entre levar uma facada ou uma pancada de taco de baseball, eu prefiro escolher nenhum. ^^

    Responder

  • @dgollin disse em 24/09/2010 | 10:33.

    O sujeito que anula o voto, além de estar protestando de forma indireta para com as eleições, está também contribuindo para o país (na teoria), fato que todos os eleitores que não sabem em quem votar e chegam no dia da eleição e apertam o primeiro número que vem na cabeça, deveria fazer. Se o cidadão tem que colaborar com a democracia obrigatoriamente, deve ser feito de forma correta. Portanto se ele não conhece a proposta de nenhum candidato por pura preguiça ou desesperança com a política, o certo é o voto em branco. Ele não ajuda o país mas também não atrapalha.

    Responder

  • IranPaez disse em 24/09/2010 | 10:42.

    sou de mato grosso do sul…aki tecnicamente falando so tem 2 canditatos a governador ( digo tecnicamente pois existe mais candidatos mas claramente nao irao fazer o menus susto nesses 2 ), bom o atual governador q esta tentando a reeleiçao disse a um tempo atraz nao sei por qual veiculo q ” os professores sao um bando de vagabundo, q nao faz nada e ainda qer almento”.. nesse eu nao voto pois tem uma imença falta de conciencia e de educaçao…alem de que meus pais sao professores e nao sao oq ele disse… o outro candidato q ja foi governador so fez merda alem de ser do pt,,, fica meio tenso escolher entre merda e bosta… por isso voto nulo pra governador!

    Responder

    • Oswaldo disse em 26/09/2010 | 12:13.

      e vc discorda completamente da ideologia dos outros candidatos que sobraram? O espirito derrotista não deve imperar, se algum outro candidato presta pra vc, mas provavelmente vai perder, vote nele mesmo assim.

      Responder

  • caroline disse em 24/09/2010 | 11:19.

    e esse texto do Rodolfo está completamente certo!

    infelizmente o voto nulo não é, de fato, nulo.. então faz mais sentido votar naquele canditado que parece ser menos pior que o resto do que votar nulo e ter seu voto associado ao canditato que vc não gostaria que tivesse o poder..

    esse negócio de votar nulo pra protestar, contribuir com o país.. tudo idiotice! em relação as eleições para presidente.. mesmo se o país todo votasse nulo, alguém seria eleito do mesmo jeito. deveriam chamar o voto nulo de “voto-nulo-de-mentira-mas-que-nada-verdade-favorece-o-candidato-mais-forte”.. eu ia ter preguiça de falar isso tudo, mas é melhor do que usar um termo como “nulo”, que não tem nada a ver com a realidade, já que esse mesmo voto nulo vai ser contado como voto para o candidato mais votado até então..

    T_T

    Responder

  • Isabela disse em 24/09/2010 | 11:44.

    Muitas vezes as pessoas não fazem idéia da diferença que seu voto pode fazer, seja por falta de informação ou apenas por livre e espontanea vontade sendo um analfabeto politico. Se cada cidadão realmente pesquisasse sobre os candidatos, suas propostas de governo e posicionamento sobre assuntos políticos, poderia ser feita uma verdadeira revolução em nossa política, pois todos poderíamos dizer: eu votei consciente. Até porque, muitas vezes as pessoas criticam certo governo sem realmente saber suas prévias propostas, o que resulta em muita hipocrisia, mas no momento da mudança, muitos não sabem a diferença de votar nulo ou em branco.

    Responder

  • SonoSk8 disse em 25/09/2010 | 02:57.

    Me pegaram na curva… não sabia que votos nulos não são contabilizados e consequentemente quanto maios o numero de votos nulos/brancos, menor a quantidade de votos necessarios para um candidato ser eleito…

    Li alguns comentarios sobre isso e achei estranho… com ajuda do google logo achei uma fonte confiavel e q esclaresse isso q a maioria vem dizendo… pra qm quiser ler e se informar:

    http://www.tse.gov.br/eje/html/bieje.html -> Boletim Informativo da Escola Judiciária Eleitoral do TSE

    Explica td que estao discutindo aqui, exceto se vc eh idiota, preguiçoso, acha q nenhum candidato esta a altura do seu voto ou se apenas quer mostrar sua indignação…

    Contudo… ainda estou na duvida de votar nulo ou votar no PV… q pra mim eh o unico q ainda pode fazer algo de bom para o país!!

    Responder

  • SStorm disse em 25/09/2010 | 04:16.

    Esse ano eu nao vou votar por nao estar no Br, mas sempre votei nulo e continuaria votando se tivesse q votar…. em outras palavras, meu candidato sempre vence FUCK YEAH ahahahahah

    Responder

  • Eduardo Vilalon disse em 25/09/2010 | 08:08.

    Como filósofo, historiador e cientista social não pude resistir a corrigir as informações desse post. Ao contrário do que foi dito, o voto nulo ou em branco não favorece candidato algum. O Brasil trabalha com votos válidos, isto é, aquele em que o eleitor vota num número de candidato existente ou no número da legenda. Os votos que não são esses são inválidos, isto é, descartados, e nesse caso tanto faz ser em branco ou nulo, qual seja, votar num número inexistente.
    Por isso é falso também dizer que se mais de 50% dos eleitores ou ninguém votar ou anular ou votar em branco nova eleição será convocada. O que pode acontecer é o candidato ser eleito com margem menor de votos, mas nunca toda a população vai se abster. Nem que seja um único voto é o que valerá para eleger o candidato.
    Essas informações são fáceis de aferir: basta conferir a legislação eleitoral no que tange a validade dos votos. É possível baixar pelo site da Câmara dos Deputados, Senado, TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e outros sites jurídicos.

    Responder

  • Elcio disse em 25/09/2010 | 09:18.

    Flavio, percebi que vc. anda cortando meus (poucos) comentários. Não entendo, porque eu nunca te agredi. Não sou petista e não sou tucano. Aliás, não sou nada. Mas tudo bem. O blog é seu. Gosto dele e não vou deixar de lê-lo. E sobre o post, acho que um eleitor que vota nulo pode dizer para sua própria consciência que não contribuiu com nada. Abrç.

    Responder

  • beto disse em 25/09/2010 | 09:43.

    Nada vai mudar votando nulo ou não, todos politicos rabo preso!! e a grande maioria que defende um partido ou politico é pq tá querendo uma bocada na coisa!!
    que tipo de politica é essa onde os dois candidatos (pt, e psdb) ficam discutindo quem roubou o que ou escandalos disso e dakilo, ao inves de discutir ideias, ou forma de melhorar, aí vem um tal de tiririca analfabeto, ou vota em alguem que voce teoricamente acredita ser um grande candidato pra senador deputado ou qualquer outro cargo, voce vota dae vem a decepção, e dae falam em voce cidadão que votou deve fiscalizar o seu candidato, mas e a impunidade que vemos de todas as formas? de que adianta?
    O dia em que acontecer uma reforma politica e tudo mudar, todos os falcatruas que tão no poder eu posso pensar em não anular o meu voto!! bejo abraços!!

    Responder

  • roberval o ladrao… disse em 25/09/2010 | 09:45.

    Mesmo tendo opiniao formada sobre os candidatos, analisando suas propostas e ate procurando saber sobre sua história, muitas vezes chegamos a conclusao que nenhum deles seria o ideal. O que fazer nesse caso?? Votar no “MENOS PIOR???” Não é nivelar tudo por baixo?? Antes de pensar em VOTO NULO as vezes penso porque votar é obrigatório. O voto sendo obrigatório dá muita margem para a eleição de candidatos ruins porque de um jeito ou de outro eu tenho que votar, e se votar nulo acabo ajudando quem esta ganhando. Tá , o voto branco…é a mesma situaçao, vou ser obrigado a votar do mesmo jeito. Onde está a verdadeira liberdade?? Considero o voto uma ferramenta de controle social. E isso nao me agrada de jeito nenhum…

    Responder

    • Oswaldo disse em 26/09/2010 | 12:30.

      Se vc tivesse o direito de não vota, o seu não voto contaria como voto nulo e voltariamos a mesma estaca zero. Porém, eu tenho que dizer que o voto obrigatório é de certa forma ruim para o Brasil. Para isso devemos analisar dois cenários:
      1 – cenário utópico
      as pessoas que não tem informação suficiente para votar (grande parte do país, diga-se de passagem) não votaria, dexando apenas as pessoas que se interessam realmente por política votar. Neste caso, provavelmente, o melhor para o Brasil ganharia.
      2 – cenário realístico
      As pessoas que tem informação para votar acham que tem algo mais interessante para fazer no domingo e não comparecem às urnas. Sobrariam apenas dois grupos, a fatia da população que recebe auxilios do governo votariam no mesmo com medo de perdê-los; e uma minoria politizada, que distribuiria seu voto entre governo e oposição. Dessa forma, quem definiria a eleição seria essa massa de manobra presa ao governo por meio de algum auxílio.

      A conclusão que eu cheguei (você tem todo o direito de ser contra, mas é a minha opinião sobre o assunto, portanto dê a sua ao invés de simplesmente criticar) é que, para ganharmos o direito de não votar, precisamos antes avançar muito em educação, do jeito que está esse direito simplesmente não é saudavel para o país.

      Responder

  • beto disse em 25/09/2010 | 09:53.

    ahhh se não for pra votar nulo, vamo todo mundo votar na dilma pra acabar logo no primeiro turno, já que segundo o data foia nas pesquisas há uma grande possibilidade disso acontecer!! vamos colaborar!! qui M****. FUI

    Responder

  • José Alves disse em 25/09/2010 | 09:57.

    Quando o cidadão opta pelo voto nulo ele simplismente se abstem da responsabiidade que lhe é conferida. Ele está dizendo: “Eu não estou gostando dos rumos do nosso país, acho que nenhum desses candidatos tem condiçao de muda-lo e por isso vou deixar que decidam por mim.” Será se essa é a melhor atitude a tomar?

    Responder

  • Kitana disse em 25/09/2010 | 10:05.

    Eu não considero democrático votar em um político apenas por “estratégia”, para que o candidato que está a frente nas pesquisas não ganhe, por exemplo. Assim, estaríamos contribuindo para a (possível) vitória de um candidato o qual, ao menos, concordamos com as propostas e maneira de governar.
    Como disse no texto, nós só temos o “direito” de anular nosso voto se conhecermos todos os candidatos e não concordarmos com nenhum. Eu comparo o voto nulo à uma compra, porque se você entra em uma loja tendo em mente que quer uma blusa vermelha, a loja não tem e a vendedora te oferece e insiste para que fique com a preta ou com a amarela, você tem todo direito de não aceitar, está exercendo seu direito de consumidor, simplesmente vai procurar em outra loja. Com o voto, para mim, é a mesma coisa, se não há nenhum candidato que o agrade, vote nulo!

    Responder

  • Brasileiro disse em 25/09/2010 | 10:07.

    Infelizmente, este Sr. que se autointitula “cientista político” não sabe nada sobre Direito Eleitoral. O voto nulo não contribui para eleger ninguém.

    O único voto que ajuda a eleger o vencedor é o voto registrado no candidato que acabou tornando-se o vencedor.

    A pessoa que não vota em ninguém está apenas dizendo que não há nenhum candidato que o represente, ou, em outras palavras, está dizendo que se as opção são votar (1) no “pilantra e mentiroso A” ou (2) no “pilantra e mentiroso B” ou (3) no “pilantra e mentiroso C” ele não quer votar em nenhum.

    Sei que a intenção do Chongas é boa, mas não precisa mentir para os seus leitores. Repito: quem vota nulo NÃO AJUDA A ELEGER NINGUÉM, apenas quem vota no candidato vencedor é que o elegeu.

    Responder

  • Elcio disse em 25/09/2010 | 10:07.

    Não existe racionalidade em política. É bobagem. Vota-se em alguém porque gosta e apoia, de um modo ou de outro.

    E acho que o verdadeiro eleitor consciente deve provocar e lutar por uma reorganização política no Brasil. Estamos vendo demonstrações bastante claras de que as instituições são frágeis, apesar de mais de vinte anos de exercíucio democrático. Os dois lados mais fortes desta verdadeira batalha eleitoral em que se transformou a disputa pela Presidência estão falando em golpe. Cada um a seu modo. E há mesmo um fundo de razão nas duas partes.
    Em uma democracia verdadeiramente consolidada essa palavra é uma heresia pesada. Quem a proferisse deveria lavar a boca com pimenta.
    Abrç

    Responder

  • Daniel Vieira disse em 25/09/2010 | 11:00.

    O voto nulo é um mecanismo que ajuda a afundarmos ainda mais na lama que é a política nacional. Na Suécia,deputados e vereadores não recebem salário. No Japão,se alguém é acusado de corrupção,se suicida. Mas temos que lamentar apenas,pois a política que está aí é “filha” do jetinho brasileiro com a verdadeira política. O Brasil só muda se um ditador (ou herói nacional) jogar uma bomba atômica no meio da praça dos Três Poderes,pra que aí sim,possamos começar tudo do zero sem os ladrões,popularmente conhecidos como políticos, e sem leis. O Brasil só vai mudar se voltarmos à estaca zero.

    Responder

  • Vinícius disse em 25/09/2010 | 12:10.

    Flávio, por favor, deixe bem claro no post:

    Voto em Branco: é computado nos votos do candidato mais votado.
    Voto nulo (anulado): NÃO computa para nenhum candidato.

    Voto nulo é o mesmo que justificar e não votar. Não há diferença nenhuma, não haverá voto a ser computado.

    Responder

    • Rodrigo Rodrigues disse em 25/09/2010 | 01:23.

      Cara, isso é lenda. Voto em branco não vai para candidato nenhum, nem o mais nem o menos votado. Essa é uma lenda antiga, votar em branco ou anular o voto tem a mesma consequência: o voto não vai para ninguém.

      Link do site do Planalto (oficial), com a lei que define as eleições, leia o Art. 2º:
      http://www.planalto.gov.br/ccivil/leis/L9504.htm

      E uma página do Yahoo, explicando que não há diferenças, na prática, entre voto nulo ou em branco:
      http://br.eleicoes.yahoo.net/guiadoeleitor/15

      Responder

  • Guilherme disse em 25/09/2010 | 01:13.

    Votarei nulo. Ponto. Já li propostas de todos os candidatos e não acho um melhor, e menos pior, francamente, não considero maneira de cidadão “consciente” votar, já que contribui para a mediocridade. Mas não vim falar disso.
    Vim falar que a omissão seria votar em branco, não nulo. Omisso é aquele que não liga para o que está acontecendo, vota em branco e torce para ficar tudo bem depois das eleições.
    Vou votar nulo, porque não sou omisso, estou desacreditado com propostas populistas, ok?

    Responder

  • Rodrigo Rodrigues disse em 25/09/2010 | 01:37.

    Repito a ideia do meu comentário no outro post: meu voto nulo simboliza a minha não concordância com a eleição de mais um candidato que, sabidamente, irá atuar como todos os outros que já estão aí no cenário político desde que eu me entendo por gente. Vão roubar, fazer negociatas, escândalos, corrupções, etc, etc, etc, e… ficará tudo por isso mesmo!

    Então, segundo a ideia do seu amigo, é melhor votar em qualquer candidato do que votar nulo? O que chamam de ‘voto válido’? Ok. Mas… votar em quem seria considerado ‘válido’? Votar na Marina, porque ela diz que vai proteger o meio ambiente? Não confio nela. Votar no Serra, pra tirar a Dilma? Tá, e quem me garante que o Serra, caso entre, não vai agir da mesma maneira como o Lula age hoje? Isso seria… válido?

    O que eu recebo dia após dia, na minha caixa de emails, é que devíamos votar no Serra para tentar não deixar a Dilma entrar. Claramente falando, essa é a questão. Mas eu continuo dizendo, *TÔ FORA*. Não voto no Serra, na Dilma, na Marina, nem ninguém. Isso falando para presidente, porque se for contar senador e deputados, o nível cai muitíssimo, aí mesmo é que não dá pra acreditar em ninguém.

    Fala-se tanto em reforma tributária e política. O que falta no Brasil, aos políticos brasileiros e aos que querem sê-los, é uma verdadeira reforma de *caráter*. Vão fazer realmente pelo povo, porque foi para isso que foram eleitos.

    E tenho dito… ;-)

    Abraço,
    R.

    Responder

    • Oswaldo disse em 26/09/2010 | 12:40.

      O quê falta, não é apenas caráter e sim amor pela política e pelo país.
      O cidadão vê o salário que um deputado ganha (fora o quanto pode ganhar de “extra”) e decide que quer tbm, por isso se candidata a deputado, presidente, senador, vereador… Se o salário fosse menor e a fiscalização maior, só estaria lá quem realmente se interessa em melhor o país.

      Responder

  • Paulo Ricardo disse em 25/09/2010 | 02:17.

    Quem vota nulo tem alguns motivos racionais para assim fazer. Não conhecer realmente os candidatos que se expõem como salvadores, ou saber que, seja qualquer o candidato que venha a ocupar o cargo, a roubalheira continua. No caso, votar nulo é reconhecer que seja qual for o candidato, sendo político, é corrupto e compactua com o sistema de corrupção do país. Quem vota em branco ajuda os candidatos, quem anula se abstém do voto obrigatório, que é um absurdo! Parabéns pela sua opinião exposta no post, mas procure estudar melhor o sistema que governa o país, procure pelo vídeo Zeitgeist…

    Responder

  • Hugo Penaranda disse em 25/09/2010 | 03:30.

    Votar em nulo e branco, como foi mencionado, são coisas diferentes. Se você quer votar em branco aperte a tecla branca. Agora se você quer anular seu voto digite um número que não pertence a nenhum candidato, tipo 99, e confirme.

    Responder

    • Brasileiro disse em 25/09/2010 | 03:58.

      É por isso que o Brasil não vai pra frente!

      Hugo, tanto faz apertar a tecla BRANCO ou 99+CONFIRMA. O voto não conta, bicho! Vai se informar, cara!!!!

      Responder

      • Hugo Penaranda disse em 28/09/2010 | 08:15.

        O Brasil não vai pra frente por que existem pessoas como você que têm medo de mostrar a cara! Dá próxima vez coloque nome e sobrenome, que aí agente conversa.

        Responder

      • Hugo Penaranda disse em 28/09/2010 | 08:17.

        Corrigindo: “Da próxima vez…”

        Responder

  • Vinícius disse em 25/09/2010 | 04:20.

    não consigo entender esse posicionamento contra o voto nulo. ainda há discução sobre a validade do art 224 do Código Eleitoral, que diz que em caso do “voto nulo ganhar em primeiro turno”(conseguir 50%+1 dos votos totais), há uma nova eleição. isso é bom, o voto nulo é um voto que diz “não quero nenhum desses, quero uma nova eleição”. como disseram num comentário acima, concordar com o “status quo”, ou ficar neutro, cabe ao voto BRANCO, que é diferente do voto NULO. é importante saber dessa diferença. realmente, o voto nulo PODE VIR A (significa “não necessariamente”) favorecer o candidato mais forte(a dilma, no caso da eleição pra presidente). mas isso é um efeito colateral, não um “meio voto”.
    e, ao contrário do que diz o senso comum, quem vota nulo não perde seu direito de reclamar, “pois não fez nada pra mudar”. ao contrário, quem deve ser culpado pelas cagadas feitas na política foi quem votou no candidato que ta no poder. por exemplo, a dilma ganha e os escândalos envolvendo o PT continua. quem é culpado? quem votou nulo? não, quem votou na dilma, pois foram eles que mantiveram o PT no poder, mesmo depois da Erenice Guerra, Zé Dirceu, mensalão, sangue suga… se isso acontecer, eu vou sim culpar quem votou na dilma, e não quem votou nulo, pois são esses petistas que estão sendo coniventes com a corrupção.

    Responder

  • Leandro de Andrade disse em 25/09/2010 | 04:44.

    Parábens… sempre fiz campanha, desde 2006, alertando “sobre a falsidade do voto nulo” , que não anularia elição nenhuma….

    Leandro de Andrade
    Acadêmico de Direito

    Responder

  • Frederico Acmon disse em 25/09/2010 | 05:39.

    O academico de direito acima precisa ler mais sobre leis e principalmente sobre os principios morais que GERAM a legalidade e nao o contrario. O voto nulo deve sim ser considerado de forma atrativa pelos eleitores, pois é uma forma legitima de se dizer que a atual forma de eleger e as regras que rege todo esse modelo atual de eleição estão favorecendo de forma Desleal, Imoral, Utilizando de falacias e promessas ridiculas (como a de um salario de 600 reais) que nao ajuda em nada se tudo aumenta junto (me refiro a taxa de juros e o preco do elma chips que compro todo dia, nao falo do arroz porque afinal… quem come arroz? haha), em suma é um modelo que favorece quem esta nele estabelecido a mais tempo. Por isso estamos a tanto tempo com problemas. Ja pensaram nisso? Votar nulo é dizer, “vamos refazer as eleicoes até gastarem todo o dinheiro de vcs com o marketing, santinhos e comercias na globo, pra depois votar em quem realmente vale a pena, quem nao tem o rabo preso de tanto emprestar dinheiro ou dever pra lobbysta de grandes empresas”. Votar nulo pode sim (se em quantidade expressiva) gerar um ponto de interrogacao grande o sufuciente pra repensar isso tudo e quem sabe mudar pra melhor esse pais que tanto merece essa mudança.

    Responder

  • Frederico Acmon disse em 25/09/2010 | 05:50.

    PS:. Pra presidente meu voto nao sera nulo esse ano, sera da Marina. Pra deputada federal tenho minha candidata tambem, pro resto, NULO.
    to dizendo isso só pra exemplificar que nem todo mundo que vota nulo acha que ta tudo perdido, ainda há algumas perolas perdidas nesse mar de côco que é a politica brasileira. Pessoas como o Leandro de andrade deveriam sair do curso de direito e ir para o curso de Filosofia, porque saber a lei sem entende-la é como votar no Serra ou Dilma, ir com a maré e sentir a brisa do vento no rosto, relaxar e sorrir, até a gasolina (ou o dinheiro pra ela) acabar, e o barco ficar a deriva, e ter sua mulher e filhos estuprados por piratas devido a UMA escolha ruim. (o drama esta lado a lado com a comedia, no caso non-sense not totaly). x))

    Responder

  • Frederico Acmon disse em 25/09/2010 | 06:05.

    E sobre o comentario altamente ridiculo e ironico no post que foi escrito obviamente por um ser que realmente tem PREGUISA e é desprovido de opniao formada por sí mesmo, mais um desses navegantes que acha que é bom porque sabe oque é bom… citando: “Aqueles que pretendem votar nulo, certamente o farão porque conhecem a proposta e/ou a história de TODOS os candidatos (à presidente, pelo menos) e certamente tem um motivo racional para não votar em CADA UM DELES, não é? Mas não é o caso… é?” pra ele eu digo: “As vezes eu nao conheco nada nem nemguem nao leio nao vejo horario eleitoral nem nada disso… por quÊ? As vezes é por todos esses meios ja estarem impregnados pelas maos dos incersores de opniao da midia, comprados e/ou favorecidos pelo sistema atual, que da a alguem como eu (caso eu me candidatasse) 6 segundos na TV pra expor minhas ideias sendo 3 deles pra falar o numero do presidente e senador da legenda pela qual sou candidato. E uma pequena verba pra 1000 santinhos com meu numero foto e nome neles. Isso é justo? Se a PORRA da campanha eleitoREIRA nao é justa desde sua base, como que vamos ter DADOS SUFICIENTES e RELEVANTES sobre TODOS os CANDIDATOS se APENAS 1/100 deles tem de fato ALGUM tempo ou mesmo VERBA pra falar de maneira a fazer alguem como nós mesmos conseguir escutar. Votar NULO pode ser por isso tambem… pra quem nao concorda com o SISTEMA eleiTOREIRO (pq de eleitoral nao tem NADA). E só de olhar uma hora de propaganda politica é estar infectado pelo que ELES querem de nós, e fazer do que ELES pensam o que NÓS pensamos sem ter a minima noção disso, e ainda espalhar essa merda deles em comentarios PSEUDO-INTELECTUAIS em blogs que geralmente tem material interessante… mas as vezes é infectado com CÔCOS como comentarios ridiculos e sem embassamento algum como estes. E digo mais, nao é pq ngm fala isso que nimguem pensa… se voce numca pensou/ouviu isso senhora blogueira, (ou senhor mas duvido muito… hehehe) é pq vc precisa ler/pesquisar/procurar companias melhores mais. xP

    Responder

  • Nandão disse em 25/09/2010 | 06:13.

    esse blá blá blá todo não me convence…..meu voto é nulo.

    não me agrada votar no menos pior…..Nulo neles!!!!!!!

    Responder

  • Matos disse em 25/09/2010 | 06:46.

    Voto nulo não anula eleição. Mas qual a credibilidade de alguém que foi eleito disputando apenas 50 % dos votos possíveis, por exemplo? Em termos éticos nenhuma ou muito pouca. Os que anularam (a maioria absoluta) estão dando um recado moral de que o processo democrático precisa ser aperfeiçoado.

    Responder

    • Digao disse em 30/09/2010 | 11:42.

      Anula sim querido… Existe uma cidade onde a eleição foi anulada graças a voto nulo e branco … o nome da cidade é Bom Jesus do Norte-ES se nao me engano, e se não me engano essa lei está no TSE

      Responder

  • Elcio disse em 25/09/2010 | 07:01.

    Fico bastante satisfeito em saber que tem muita gente que pensa como eu. E não tenho dúvidas de que os descontentes anuladores são os mais conscientes. Não existe racionalidade em voto de nariz tampado. Este voto é a concordância para a continuidade de um sistema falido. Não dá para votar em quem fala em golpe. A campanha está medíocre e mesquinha. E o golpismo mútuo procede. De um lado, a ameaça de populismo chavista, e de outro, acusações tardias e oportunistas (apesar de bastante sérias).

    Responder

  • Rafael “Nóia” disse em 25/09/2010 | 07:10.

    Prefiro votar nulo e ficar com a consciência limpa de que, por mais que tenha ficado passivo à eleição e tenha até contribuído indiretamente para com aquele que venceu a eleição, eu nunca acreditei nem um pouquinho em nenhum candidato ou partido do que votar em alguém (qualquer um) e depois sentir vergonha quando o nome dele aparecer no meio de algum escândalo de corrupção.

    Responder

  • Sandor disse em 25/09/2010 | 07:10.

    e onde fika q democracia nisso??

    democracia eh eu poder escolher quem eu quero q represente o pais. Se eu nao acredito na proposta de nenhum dos candidatos ninguem pode me força a votar em um deles e nem usar meu voto ( nulo) pra ajudar o mais forte.

    pensem a uma diferença entre votos brancos e nulos e eu acredito q eles nao podem ser misturados.
    Por exemplo na epoca q se votava fazendo um “x” no papel vc tinha numa cedula os candidatos e a opção nulo, se vc marca nulo vc anula aquele papel e ele nao deve ser contado como voto pra nenhum candidato, se vc nao marcar nenhum “x” vc deixa em branco para q marquem com qualquer nome ou no caso o mais forte.

    o caso eh q nao existe um botão na urna eletronica pra se votar nulo somente em branco por que a intenção dos governates e forçar a população a votar em um dos candidatos q eles oferecem.
    Alguem ja se perguntou como se vota nulo?
    Na teoria o voto nulo seria vc digitar um numero de um cadidato q nao exista por exemplo “00” a urna dira q nao existe esse candidato e vc confirma anulando o voto.
    E se mais de 50% da população votar nulo seria obrigatório fazer uma segunda eleição com outros candidatos pois estariamos dizendo q nao queremos nenhum daqueles candidatos como governante. Isso sim e domocracia se eu nao quero nenhum deles nao sou obrigado a por eles no poder e se o povo tbm nao quer nenhum deles tragam outros com propostas melhores e mais convinventes e de preferencia com um passado limpo.

    obrigado por ler meu comentario e reflitam um pouco sobre isso.
    Nao podemos deixar q eles nos manipulem..

    Responder

    • Rodolfo Aquino disse em 25/09/2010 | 08:18.

      Sandor,

      Lemos todos os comentários. Gostei muito do que vi até agora. Vou preparar uma resposta, espero que à altura deles.

      Responder

    • Oswaldo disse em 26/09/2010 | 12:54.

      A minha opinião sobre o pq a urna não tem a opção de nulo, é bem simple: O voto nulo, por definição é um voto inválido e, como tal, pressupõe-se que partiu de um erro de digitação.

      Responder

  • Oswaldo disse em 26/09/2010 | 01:19.

    Talvez já tenham postado, mas só para sanar a dúvida dos incautos que acham que 51% de votos nulos forçará outras eleições com outros candidatos.
    http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L4737.htm
    Preste atenção que a fonte não é uma wikipedia (que pode ser modificada por qualquer um), e sim do proprio planalto (que, pelo menos na teoria, conhece as leis brasileiras).
    No art. 224, fala-se sim de marcar uma outra eleição, mas apenas para outra data. Em nenhum lugar é citada a hipótese de modificar os candidatos.
    E mais, maioria de votos nulos poderia implicar em necessitar ir 3 vezes votar (1o turno da votacao anulada + 1o turno da segunda vaotacao + possivel 2o turno da segunda votacao), para os que vem a eleicao como disperdicio de tempo.
    Para os que acham que iria servir como forma de protesto, maioria de votos nulos na mudaria nada pois o candidato que se elegeu nao faria nada para mudar as leis (já que o afetaria). Nesse caso, o melhor meio de protestar é tirar o popo da cadeira e ir fazer alguma coisa, manifestação, filiação a partidos ou qualquer outra coisa que incomode de fato.

    Responder

    • Oswaldo disse em 26/09/2010 | 01:20.

      mals aí, desperdício e não disperdício.

      Responder

    • Rodrigo Rodrigues disse em 27/09/2010 | 11:40.

      Você entendeu mal a lei. O art. 224 e os anteriores, começando no 219, falando da nulidade da *votação*, como um todo, e não do voto individual. Vem ali explicando nos artigos os motivos pelos quais podem anular uma eleição marcando assim, como você aí sim falou corretamente, para uma outra data, porém sem modificar os candidatos.

      Não há realmente a anulação de uma eleição por maioria de votos nulos, lei atentamente os artigos citados naquela página que você irá confirmar isso. Mas, nem por isso, quer dizer (pelo menos penso eu assim) que o voto nulo não tenha a sua expressão de indignação popular.

      Meu voto é e continuará a ser nulo até que haja uma reforma séria no cenário político brasileiro. Até haver um evento em que sejam presos e banidos das eleições esses velhos caciques e suas famílias, eu continuo não acreditando na palavra e não compactuando para que eles se elejam.

      Responder

      • Oswaldo disse em 27/09/2010 | 06:49.

        Mas foi exatamente isso q eu entendi do artigo…

        Responder

  • Li disse em 26/09/2010 | 01:11.

    Gente, posso até estar enganada, mas esse semestre estou cursando a matéria ‘direito elitoral’ e de acordo com o que aprendi votos nulos e brancos não entram mais na soma dos votos válidos. Isso acontecia antes, mas com a reforma eleitoral (de uma data que não sei dizer) votos brancos e nulos não servem mais pra nada.

    Responder

  • pedro tamer disse em 26/09/2010 | 01:17.

    caramba… escreveram muito aqui… (nao li nada)
    mas se é pra dar um voto de revolta vota pro mais fraco, é uma forma de dificultar quem está na frente de ganhar.
    Vai Zé Maria!

    Responder

  • thiago da silva quin disse em 26/09/2010 | 06:09.

    falar que o voto nulo/em branco vai para quem esta ganhando é uma forma muito errada de interpretar a lei! Não vou me alongar escrevendo coisas aqui mas vou deixar um artigo que recomendei a alguns amigos meus que pensavam da mesma maneira que muitos “o voto em branco vai para quem esta ganhando”(fake)

    http://papodehomem.com.br/voto-nulo-e-voto-em-branco-o-que-realmente-e-verdade/

    se o voto em branco/nulo em massa fizesse com que o voto deixasse de ser obrigatório sem duvidas eu votaria em branco/nulo toda vez que fosse necessário! Mas esse “voto de protesto” que as pessoas fazem ao ponto de colocar o tiririca no poder ou mesmo deixar que escolham por você quem ira comandar o pais nos próximos anos te da o direito de NÃO reclamar depois, pelo simples fato de quando você teve a oportunidade de tentar mudar, você simplesmente jogou seu voto no lixo!

    Responder

  • Guilherme Toscan disse em 26/09/2010 | 06:27.

    Bem Flávio, eu penso o seguinte sobre o voto nulo: Se eu não vejo nenhuma proposta decente dos candidatos e escolho anular meu voto eu o faço com a convicção de que isso poderá num futuro (distante ou não) mostrar que eu estava insatisfeito com eles. Votando nulo, EU mostro a minha indignação e insatisfação com a Situação e com os partidos da Oposição. Se houvesse uma votação em massa no Nulo e os dois mais votados fossem pro segundo turno e as propostas continuassem as mesmas, quem sabe houvesse um “terceiro turno” (???). É uma maneira de demonstrar a insatisfação. E tem mais, mesmo votando Nulo eu tenho o total direito de reclamar sobre o governo, afinal vivemos em uma República e TODOS tem o direito de opinar sobre a gestão do País, votando em candidato A, B ou mesmo no Nulo. O problema é que muitas pessoas confundem o voto Nulo com o voto em Branco. Quando votamos em Branco ai sim contribuímos com a eleição do candidato atual, e é isso que as pesquisas induzem, dizendo o número de votos em Branco somados ao número dos Votos Nulos. o Voto Nulo é a maneira de dizer: “Hey vocês só falam as mesmas besteiras e eu não concordo, por isso não voto em ninguém”, já com o voto em Branco afirmamos a nossa passividade diante aos candidatos: “Hey vocês dizem as mesmas coisas, mas tá bom, não dá nada, então quem ganhar pra mim tá bom”. Temos que parar e pensar que a nossa Democracia é muito nova e sofreu um grande atraso com a Ditadura. Pode ser que a mudança que tanto esperamos, assim como a “desobrigatoriedade” do voto, e o real valor do Voto Nulo venham, mas para isso são necessários investimentos realmente significativos e uma reestruturação na educação. Não somos nós que vamos mudar o País de uma hora para outra, temos que votar conscientes e pensarmos nas próximas gerações, que serão eles os que viveram e contribuirão de maneira maciça para essa mudança. Porém cabe a nós dar o primeiro passo para essa guinada, votando Nulo ou não.

    Responder

  • Sidnei disse em 26/09/2010 | 07:51.

    O voto nulo, de fato não ajuda em muita coisa qualquer tipo de mudança do cenário eleitoral brasileiro, porém, a grande questão é que, não há candidatos em quem pelo menos eu votaria, e assim como eu, muitos, simplismente não apoiam nenhum candidato, até porque nenhum deles apresentou propostas de mudanças absolutamente concretas, e então eu, pessoalmente, prefiro votar nulo, porque entre ajudar algum candidato que eu não goste, eu prefiro dizer que não estou a favor de nenhum deles, e prefiro, muito embora eu saiba que a maioria esmagadora do povo brasileiro é analfabeta, decidir o futuro, afinal eu não sou obrigado a apoiar nenhum candidato, isso é democracia.

    Responder

  • Karyn Serratine disse em 26/09/2010 | 10:35.

    Gostaria de compartilhar um e-mail muito esclarecedor que desmente a história de que o voto nulo conta na legenda.
    Contudo, deixo bastante claro que não concordo com as pessoas que anulam seu voto.

    Peço a todos que repassem esse e-mail para TODOS,

    Sou eu mesmo Turian Oliveira Junior ([email protected]) que escrevo esse e-mail…

    Resolvi escrever esse e-mail por que já não aguento mais

    receber mensagens dizendo que os votos em branco vão para o primeiro

    candidato e que, portanto, para realmente anular o voto você deve digitar um número qualquer e confirmar…

    Pelo amor de Deus gente, isso NÃO EXISTE, o que acontece é que tanto o voto em branco (aquela tecla “BRANCO”),

    quanto o voto nulo (qualquer número que não seja de um candidato) não são contados como votos válidos,

    ou seja, não fazem parte das contas do “50% + 1” que verifica se define em 1º turno ou se vai para 2º,

    SÓ ISSO…

    Essa lenda surgiu na internet sei lá se por falta de informação ou por brincadeira de quem escreveu, mas isso, DE FATO, não existe,

    pode SIM apertar tranquilamente o botão “BRANCO” que seu voto não será dado a ninguém que você não queira (Claro, se você

    digitar um número qualquer e confirmar acontecerá a mesmíssima coisa: SEU VOTO SERÁ INVALIDADO)

    Pessoalmente eu sou contra a anulação do voto, mas com os candidatos que temos…

    OUTRA LENDA:

    Dizem que se os votos nulos ganharem em primeiro turno (ou seja, se a soma dos votos brancos E nulos for maior que “50% + 1”)

    a eleição será cancelada e nenhum dos candidatos poderá se eleger dentro de 4 anos… (Tem um exemplo desse tipo de e-mail abaixo)

    … SE TRATA de Mais uma LENDA… Isso faz parte de uma campanha Pró anulação de votos que só tende a piorar a situação da política…

    Pois quem tem consciência de voto anula o voto (pois quer retirar essa cambada), e quem não tem consciência VENDE o voto para políticos PODRES, então,

    fazendo as contas os políticos podres acabam vencendo as eleições…

    Parece clichê, e É, mas se puderem estudar um pouquinho a vida pregressa dos candidatos, vale a pena gastar um pouquinho do tempo pra isso,

    Não é campanha PRÓ NACIONALISTA, só quero um lugar melhor para viver.

    POR FAVOR não acreditem em tudo que chega por e-mail… na internet tem muita gente séria e bem intencionada, mas também tem um monte
    de gente mal intencionada…

    Responder

  • Felipe disse em 26/09/2010 | 10:48.

    Acho que existe uma parada mais básica pro voto nulo e que eu não vi ser discutido por aqui.

    O cara pode votar nulo por ele simplismente não quer saber de política!
    Ou porque ele não tem tempo, ou poque não entende ou porque não quer. Ele cede o seu direito de voto porque não quer escolher um candidato aleatório qualquer sabe nas poucas informações que possui.

    “ah! mas voto nulo ajuda o que está ganhando!!! e blá blá blá”

    Se você confia cegamente nas pesquisas… é, realmente influencia sim.

    Ah! e outra coisa! QUEM FOI QUE DISSE QUE QUEM VOTA NULO NÃO DIREITO DE RECLAMAR DO GOVERNO???

    É quase como dizer que não compro carro porque não conheci o Henry Ford.
    Quem não tem direito de reclamar do governo é um assassino, um criminoso, um estrupador, um ‘mensaleiro’, enfim. Quem paga os impostos e exerce sua função na sociedade corretamente tem todo o DIREITO de reclamar do governo que ele sustenta com seus impostos.

    Responder

    • Fabiano disse em 26/09/2010 | 11:22.

      Acho que antes de mais nada, quem não quer saber de política está no país errado. Primeiro por é um absurdo, se o voto é OBRIGATÓRIO. O dia que esse pessoal que enche o bolso de dinheiro às nossas custas, ou seja lá o responsável por isso (veja aqui minha ignorância sobre o que eles fazem, ou quem faz o que) decidir que só vota quem quer. As pesquisas vão se fixar em resultados reais, o governo vai ser feito por realmente brasileiros que querem mudar, que ouviram, analisaram e claro por aqueles que vão por favores. Mas obviamente o número de pessoas que votariam seria BEM menor, conseqüentemente, o voto NULO seria desnecessário. Já existe a justificativa de voto, que pode ser feita em outro lugar, e é algo que eu pratico. Não gosto de política, odeio político simplesmente pela safadeza que é! Há alguém que vai me dizer que não escuto, que não sei de nada, mas eles sempre sabem menos ainda de tudo!

      Outra coisa que, nada a vê com voto nulo mas sobre política: Porque raios um candidato não pode se eleger mais de 2 vezes? Se o país ta certo na mão de um presidente e as pessoas votarem, obviamente, nele novamente, porque raios não dão prosseguimento ao trabalho do cara? Falo isso pelo nosso atual presidente, que dentre porradas e reclamações o cara fez o escambau no Brasil e ele tá muito bem! Votaria sim hoje nele se pudesse, mas qual a utilidade de fazer um outro presidente entrar num ritmo que não conhece (ele é candidato, não presidente, vai ter que entender, roubar um pouquinho e planejar fazer algo que o outro presidente deixou em aberto) se não atrapalhar a evolução?

      Responder

  • Elcio disse em 27/09/2010 | 09:04.

    Propagandinha contra o voto nulo é estratégia tucana (eu ia colocar um adjetivo para esta estratégia, mas resolvi deixar pra lá). O negócio é o seguinte: já era. E não falo isso como petista. Não sou e nunca fui petista. Também não voto em Dilma. Mas, repito, JÁ ERA. Se querem evitar o chavismo que, parece, pode nos atacar, pensem em outra coisa.

    Responder

  • Elcio disse em 27/09/2010 | 09:07.

    Vão logo se preparando aí para fazer oposição a Dilma, no que e da forma que for possível.

    Responder

  • Amanda OS disse em 27/09/2010 | 09:48.

    Meu voto é nulo por q não confio em ninguém. É isso aí… Todos aparentam ter boa intençao e em ano de eleição o q mais surge são as obras dos candidatos. Não vou poder falar q meu candidato ganhou, mas por outro lado, não vou ter arrependimento algum. E isso é o q mais se vê por aí. Se o voto nulo contribui para quem está ganhando… Ta ganhando mesmo… q diferença… É revoltante ter q eleger palhaços com nomes apelidos, para viver a nossas custas. E tb é revoltante ser obrigado votar. Odeio ser obrigada a qualquer coisa!

    Responder

  • Paulo disse em 27/09/2010 | 11:39.

    Para a presidência nenhum dos “4 canditos da ponta” me interessam, são igualmente ruins. Então votarei NULO.
    Agora uma pergunta para os mais entendidos: Se a percentagem de votos nulos for maior que a quantidade de votos do candidato mais votado, nada acontece?

    Por exemplo:
    51% Votos Nulos
    37% Candito X
    12% Candito Y

    Seria eleito o candidato X, o X e Y iriam para o segundo turno?

    Responder

    • Rodrigo Rodrigues disse em 27/09/2010 | 11:52.

      Funcionaria assim:

      Imagine que 100 pessoas votaram. Pelo cenário que você propôs, 51 votos seriam nulos, 37 para o candidato X e 12 para o Y.

      Como nulos não são considerados válidos, o total de votos a considerar seriam apenas 49. Deste total de 49, o candidato X recebeu 37. Logo, nesse cenário “válido” ele não teria apenas 37% dos votos, mas sim 75,51% e o candidato Y apenas 24,49%.

      Assim, como o candidato X recebeu mais de 51% dos votos *válidos*, ele seria eleito logo no primeiro turno.

      É em cima do resultado dessa conta que eu fiz acima que o colega do Chongas disse que votar nulo é ruim, porque no próprio exemplo que você fez, fica claro que o candidato X não seria eleito no 1º turno porém, com os votos nulos, ele acabaria se elegendo (e com uma votação “expressiva” de 75%!!!).

      Mas aí, eu volto a pergunta pro mesmo colega do Chongas: e se, no exemplo acima do colega, tanto X e Y fossem, reconhecidamente, raposas velhas da política e ladrões de marca maior que estivesse disputando o pleito? Adiantaria votar no Y só para não eleger o X?

      O que tento dizer é que voto nulo ou voto em ladrão… é a mesma coisa.

      Grande abraço,
      Rodrigo

      Responder

  • Tassio disse em 27/09/2010 | 01:24.

    Olá.

    O voto nulo favorece sim o candidato mais votado, mais diferente do que disseram, não é responsabilidade de quem anula ou de quem deixa de ir as urnas a eleição de um politico corrupto.

    Em uma eleição democrática onde você paga R$3,60 por não votar, pra mim não é valida.
    Em eleição democrática onde o candidato é imposto ao cidadão como unica opção, pra mim não é valida.
    Hoje no Brasil o cidadão é sim obrigado a escolher o menos pior, pois não existe nenhum candidato que já não tenha se favorecido do dinheiro publico, é só pesquizar, se você tem 1g de massa cefálica vai perceber que ninguém desses candidatos “oferecidos” a população prestam.

    Eu não indico que o cidadão vá as urnas para votar, no proximo domingo, faça um churrasco, durma até tarde, alugue alguns filmes e seja feliz sem se preoculpar com o ladrão que está sendo eleito; E volto a dizer, se você elege um ladrão é por que você concorda com o que ele faz, então você é cumplice.

    Se você acha que poder ter uma geladeira, um celular, uma brastemp mult, é sinonimo de um governo forte, me perdoe, você é um lixo.
    Se você acha que o Brasil tá bom, tá se livrando da miséria pelo grande trabalho do nosso presidene sem dedo, me perdoe, mais você é uma mula.

    Pesquize, conheça e exija a mudança.

    Só voto se for facultativo, do contrario, eu pago os R$ 3,60.

    Responder

  • Rafael Costa disse em 27/09/2010 | 01:26.

    Bom Sr. Chongas, parabéns e muito obrigado por levantar esta questão, é bom isso ser discutido aqui, existem varios blogs que gostam de soltar piadinhas só para ganhar visitas, mas esse blog vem e além da sua função original se dedica ao debate de algo tão importante e que cada dia vem sendo menos prestigiada principalmente pelo publico jovem, que é maioria nesse site.
    ACORDA JUVENADA!!! A VIDA NUM É SÓ ESCUTAR RESTART E VER MTV!!!

    Responder

  • É ieu Memo disse em 28/09/2010 | 04:10.

    Flávio pelo que li nos coments tirei algumas opniões que discorda da sua, os votos nulos não alteram em nada nas eleições, mas espressam sim a opnião pública, na minha opnião anulando o voto vc não favorece ninguem, pois mesmo anulando seu voto, se caso vc escolhesse um candidato nem sempre seria o mesmo que outra pessoa que tambem anularia o voto escolheu, isso revela que os votos anulados, não significa que se porventura resolvessem escolher alguem, seria coencidentemente o mesmo candidato

    E fundar um um novo partido nem sempre é a solução, pois para ser relevante o novo partido teria de ser muito bem divulgado ou ter uma pessoa de muita influência sobre a população como apresentadores de tv, infelizmente essa é a verdade, marketing é tudo e fundar partido é o mesmo que sair fundando igreja, nem sempre vai ter muita repercussão só vai criar volume.

    E como falei para o Thiago Lacerda acima, levando em conta os numeros citados no comentario dele, que pra mim foi de muita relevancia, se dividirmos 135,8 milhões de pessoas (Brasileiros aptos a votar) por 67,5 milhões de internautas(áptos a votar) podemos ter o resultado de 2,01, ou seja 2 pessoas por internauta, isso significa que se uma pessoas instruida (se internauta realmente significar ser instruido, pois nem sempre isso é regra) mostrasse seu argumento e visão política a duas pessoas sem esse acesso a informação, contribuiria significamente nos indices de pessoas conciêntes. Podendo concluir que o dialogo construtivo vence essas barreiras

    E COMO CONCLUI no comentário dele acho que a informação deve ser divulgada por quem a tem para pessoas desprovidas dela, o político não basta ser bom, tem que se mostrar mais ou pelo menos ter frutos (atitudes) que fassam isso por ele e por ultimo, o aumento da concorrencia força os candidatos a trabalhar mais….

    Responder

    • Tiago Lacerda disse em 28/09/2010 | 11:13.

      Olá

      Quando eu coloquei meu comentário lá em cima, não era minha intenção colocar tudo mastigadinho. Mas você conseguiu captar bem a ideia.

      Deixando a ideologia de lado, e os detalhes referentes a localização geográfica dos eleitores, se voce olhar no link a tabela de eleitores separados por grau de instrução, vai ver que a maior parte da faixa de eleitores está na zona de baixa instrução.

      Somando a isso a falta de acesso a internet, tem-se a probabilidade de um quadro de falta de informação, que por sua vez facilita a manipulação eleitoral.

      Não que ela não exista em outras faixas de instrução, mas o senso crítico se forma a partir da educação e do acesso a informação.

      Portanto, a partir de um raciocinio estatistico, bem simples, entendemos que quem vota nulo acaba deixando de utilizar o voto como forma de contrabalançar o voto de alguém que está votando porque recebe esmola do governo.

      Responder

      • É ieu Memo disse em 30/09/2010 | 02:21.

        Olá Thiago,

        Mas vc há de convir comigo que a probabilidade de que as pessoas que votam nulo votem em uma pessoa em comum é baixa né? isso se vc quiser que os votos deles façam algum efeito, pois normalmente é muito baixa a percentagem de votos brancos e nulos. Obrigado pela atenção

        Responder

  • Paloma disse em 28/09/2010 | 12:40.

    Eu não concordo como que você escreveu neste post, pois o VOTO NULO, tem a intenção de ANULAR o seu voto, OU SEJA, VOCÊ NÃO VOTOU EM NINGUÉM! Já o VOTO EM BRANCO, daí sim, se você votar em branco, favorece quem está ganhando!
    POR FAVOR, VOCÊ ESTÁ FALTANDO COM A VERDADE NESTE POST!

    Responder

  • Paula disse em 28/09/2010 | 02:05.

    Sempre me perguntam porque eu vou votar nulo e sempre que explico ouço sempre o mesmo discurso: que o voto é um direito adquirido (direito? ahhh achei que eu era OBRIGADA a ir votar), que lutaram para que hoje tivéssemos esse “direito” e assim nos julgarmos Democráticos. Acho que a pergunta que me fazem sempre é que está errada.
    Alguém dos cento e tantos comentários acredita REALMENTE no candidato em que vai votar? Sabe de todas as propostas e acha todas pertinentes e relevantes para o país?
    Então a pergunta é: por que você VAI votar?

    É um conformismo coletivo essa história de votar no menos pior. O voto expressa a minha opinião e eu não compro algo que gosto mais ou menos só por comprar (mesmo sendo mulher rs). Me obrigar a votar é como me trancar, por exemplo, em uma padaria. Dessas bem caras. E eu não posso sair enquanto não comprar qualquer coisa, nem que seja uma bala… por que? Faz parte da “democracia” permitir o livre arbítrio eu tenho direito de ESCOLHER o que eu gosto.
    Então votamos no segundo candidato para que o primeiro não ganhe. O primeiro não ganha, mas ganha o segundo? Como assim? Se eu anulo é por que não acredito nem no primeiro, nem no segundo e nem em nenhum outro.
    Já votei em outras eleições. Quando acreditei nas propostas ou nas pessoas.

    Vivemos num país que elegeu Collor porque muita gente não queria o Lula. (mamãe, por exemplo). E aí? É melhor anular ou votar no “menos pior”??

    Responder

  • Paula disse em 28/09/2010 | 02:06.

    Ah só mais um detalhe… Se o voto é MEU direito, faço dele o que quiser.
    Ele também é secreto. rs

    Responder

  • luis andre disse em 28/09/2010 | 09:18.

    Na verdade o voto nulo é muito poderoso pois se conseguirmos 50% + 1 de votos nulo, para governador, por exemplo, é obrigado a trocar todos os candidatos a governador que estaum se candidatando. 50% +1 de Votos nulo indica que mais da metade da população naum gostou de nenhum candidato sendo assim é obrigatório a convocação de outra eleição com candidatos totalmente diferente…………..

    O voto que naum tem poder nenhum é o voto em branco, que acaba ajudando quem esta ganhando…..

    VOTO EM BRANCO E VOTO NULO SAUM TOTALMENTE DIFERENTES

    Responder

  • N. disse em 29/09/2010 | 12:27.

    Voto nulo, pois não concordo com a política dos atuais candidatos-partidos. Na verdade voto pelo partido e não pelos candidatos. Poucos sabem, mas não é o “Lula” que toma as decisões, mas seus, digamos que ajudantes, e levando em conta que tais “ajudantes” seguem os ideais do partido, e nas eleições atuais, TAIS IDEAIS, não andam em paralelo com com os reais ideais dos partidos, não penso ser válido colocar meu voto em tal candidato.

    E tal papinho sobre “ah, está dando seu voto para o candidato que vai vencer”, SIM e daí, se o candidato que está prestes a vencer por causa do meu voto nulo for o MENOS PIOR, meu voto teve muita eficácia. Agora, caso o candidato (PARTIDO), ou ideais que não apoio estiverem em primeiro na corrida presidencial, ou para governador, seja lá o que for, sentirei a necessidade, mesmo que não faça grande diferença, de votar no candidato de coligação oposta.

    Realmente muitas pessoas, votam nulo por preguiça de procurar um candidato, mas no meu ponto de vista, todos os candidatos em quais ia votar, SUJAM as ruas da minha cidade com faixas ou apóiam o candidato o qual não quero que seja eleito, e os candidatos à deputado estadual ou federal, e a maioria nem se quer têm ensino superior, ou estão envolvidos com a milícia, e os que sobram, podem até parecer “limpos”, mas não convencem.

    Deixo bem claro, que votamos NULO, pois não concordamos ou não achamos em quem votar, e repetindo, o papinho de “ahh vai beneficiar tal candidato”, é de quem apóia o candidato/partido/coligação que nas pesquisas apresenta baixa promessa de votos.

    PS.: Gostaria muito, Flávio, que colocasse também o ideal de quem vota nulo na mesma página, mostrando ser imparcial, ou melhor dando um equilíbrio. O ponto positivo desse ponto é que ao ler sobre quem vota nulo, pelo menos em meu ponto de vista, me parece que quem vota nulo, pelo menos na totalidade, são eleitores preguiçosos, vazios de conhecimento e sem consciência política, portanto postar os pontos de vista, ou ao menos os mais socialmente divididos ajudaria bastante na discusão.

    Obrigado.

    Responder

  • N. disse em 29/09/2010 | 12:35.

    O que o Luiz André falo aqui em cima tem embasamento legal, Direito Eleitoral.

    Muito bom, obrigado por lembrar André.

    Procurem saber!

    Responder

  • AirWave disse em 29/09/2010 | 01:14.

    O cara é cientista político? Parace mais candidato ou empregado de candidato fazendo campanha contra o voto nulo, por medo de perder voto.
    O voto nulo não favorece ninguém, pelo contrario.
    Quando se vota nulo, mostra-se que os políticos tem de melhorar muito pra conseguir um voto.
    Se todos aderissem ao voto nulo, esses políticos de PIIIIIIIIII teriam de fazer algo pelo povo.
    Nos E.U.A. o voto é facultativo e os candidatos tem de mostrar muito serviço pra fazer um cidadão sair de casa e ir lá votar nele.
    Aqui como somos OBRIGADOS pela nossa DEMOCRACIA a ir votar e o voto nulo representa a insatisfação do povo com seus políticos e lhes diz NÃO! Não vou votar mais por votar. NÃO!!!
    Vote nulo e LAVE SUAS MÃOS !!! Vote no MENOS PIOR e as suje !!!
    Pensem nisso, quem vota no menos pior é cúmplice dessa lama toda que virou nossa “democracia”.

    Responder

  • Greg Batista disse em 29/09/2010 | 01:53.

    (o padrao do pc ta sem acentos)
    1º – Matematica e uma ciencia exata, votar Nulo ou Branco favorece quem ta na frente (PONTO).
    2º – Votar nulo e um direito. Porem, ninguem esta fazendo nenhuma diferenca POSITIVA com isso. Ninguem no governo se importa com isso. Nao trara nenhuma transformacao no sistema, nenhuma mudanca no processo. NADA!
    3º – Acho simplesmente inaceitavel, estudar sobre alguns candidatos e nao ter nenhuma admiracao por pelo menos UM feito deles para eleger um dos candidatos. Encaro isso como desilusao ou simplesmente PREGUICA em conhecer os candidatos, para NENHUM dos NOVE atingir o SEU padrao de qualidade.
    4º – Mesmo que nao seja uma mudanca tao significativa, acredito que meu voto pode fazer a diferenca se o meu candidato se eleger. Ou pelo menos, sei que tambem sou responsavel por parte dessa corja eleita ou nao.
    5º – Votar e` foda, mas se nao votar, e deixar q o pais continue crescendo a passos de formiga, e` triste. Tem alguns candidatos que podem SIM fazer a diferenca. Ainda mais fora dos dois GRANDES partidos, que COMANDAM o Brasil.
    Acredito piamente, se a gente conseguisse eleger a Marina ou o Plinio, a corrupcao dos partidos (principalmente do PT) diminiuria drasticamente, com os Renan`s, Sarney`s e Suplicy`s fora de Brasilia..

    Nao lavo minha maos, acredito em uma mudanca, pois temos potencial, mas se vc quer participar, e um dia dizer que fez parte de uma REVOLUCAo, o primeiro passo e` VOTAR CONSCIENTE!

    Abracos!

    Responder

  • Eduardo disse em 30/09/2010 | 12:48.

    http://www.tse.gov.br/internet/institucional/glossario-eleitoral/termos/voto_nulo.htm

    Voto nulo

    É considerado voto nulo quando o eleitor manifesta sua vontade de anular, digitando na urna eletrônica um número que não seja correspondente a nenhum candidato ou partido político oficialmente registrados. No caso de uso de cédula de papel, é nulo o voto quando o eleitor faz qualquer marcação que não identifique de maneira clara o nome, ou o número do candidato, ou o número do partido político. São nulos, igualmente, os votos cujas cédulas contenham elementos gráficos estranhos ao ato de votar. O voto nulo é apenas registrado para fins de estatísticas e não é computado como voto válido, ou seja, não vai para nenhum candidato, partido político ou coligação.
    Ver também

    Voto.

    Referência

    VOTO nulo. In: FARHAT, Saïd. Dicionário parlamentar e político. São Paulo: Melhoramentos; Fundação Peirópolis, 1996. 1 CD-ROM.

    Responder

  • N. disse em 30/09/2010 | 05:19.

    Greg Batista, de onde você tirou a lógica dessa frase?

    “Matemática é uma ciência exata, votar Nulo ou Branco favorece quem tá na frente (PONTO).”

    NÃO FAZ O MÍNIMO SENTIDO!

    Responder

  • Dayrell disse em 30/09/2010 | 12:47.

    Flávio, não tem nada de errado em querer votar branco e se excluir do processo eleitoral. É assim que funciona a democracia.

    Responder

  • Filipe Fleming disse em 01/10/2010 | 03:36.

    Não seria em branco?

    Nulo você anula, então você não vota.

    Responder

  • Leonardo disse em 02/10/2010 | 10:36.

    Tá… eu sei que eu devia estar por dentro do assunto, mas…
    Eu sempre ouvi dizer que voto em branco vai pra quem estiver ganhando, e voto nulo, simplesmente anula e pronto, como alguns já disseram aí…
    Afinal… quem está certo??

    Responder

  • Perry Mason disse em 09/10/2010 | 09:10.

    Sem duvida o voto nulo interfere, ainda que indiretamente, no resultado do pleito, haja vista o número maior de votos anulados implica na necessidade de um número menor de votos para que determinado candidato se eleja. No entanto é ridículo pensar que a eleição de Fulano, ou Cicrano, é devida a quem votou nulo (ou branco), a culpa da eleição de um candidato é de quem (e só de quem) votou nele. É o mesmo que culpar os japoneses pelo ataque nuclear a Hiroshima e Nagasaki (“afinal foram eles quem não quiseram se render, não é mesmo?”[sic]).
    Repito, ‘o único voto errado é o voto sem consciência’. Se você vota em ‘A’, ‘B’ ou branco, não importa, o que importa é que você pense, pesquise, reflita e vote da forma que acreditar ser a melhor.

    Amplexos

    Responder

  • leroy disse em 22/10/2010 | 09:23.

    e agora? no primeiro turno eu já não tinha muita vontade de votar em alguém pra presidente, mas votei.
    E AGORA? escolho entre um tiro na mão direita ou um tiro na mão esquerda?

    Responder

  • wellington disse em 17/05/2014 | 02:20.

    esse e o ano de votar nulo. ja vota ha 5 eleiçõoes. educação, saude, segurança, moradia, já escuto a 60 anos, csde, votar nulo já campanhya nacional. Brasilo pais rico, ladroes muitos. cade a divisão de rendas, presidente tem que ser muito macho. macho mesmo. senao mais 4 anos, a mesma merda. a bandidagem crecente culpa governo. solução existe, mais se eles estao roubando. e nois. votar, nunca

    Responder

Comentar

Mas leia antes estas três regras:
  1. O Flavio Lamenza tem sempre razão
  2. Os campos marcados com * são obrigatórios
  3. Em caso de dúvida, ler a regra no 1