O Milagre de Santa Luzia

20 de agosto de 2009

Ninguém pra contar histórias engraçadas mais engraçado do que Nordestinos. É o sotaque, são os adjetivos, as palavras inventadas… Muito bacana este trecho com o sanfoneiro Pinto do Acordeon, no documentário musical O milagre de Santa Luzia, que estréia em 28 de agosto de 2009.

Numa viagem pelo Brasil, o filme percorre as mais diversas regiões onde a sanfona ganhou destaque e de onde surgiram seus maiores intérpretes. Entre eles Dominguinhos, que, considerado o maior sanfoneiro do país, conduz a viagem em sua caminhonete, já que não entra num avião há 30 anos.
Através da sanfona, gaita, acordeon ou pé de bode múltiplos universos culturais se apresentam, mostrando que esse é o instrumento mais conectado as emoções e tradições dos brasileiros

2:07 “Nió Nió!”
2:11 “Uai entre tio zé”

A dica veio por e-mail do Renan Basílio, mais informações em www.omilagredesantaluzia.com.br

30 pessoas já comentaram

  • Nando disse em 20/08/2009 | 03:06.

    Eitcha!

    Responder

  • Pokoyo disse em 20/08/2009 | 03:24.

    Eitcha! [2]

    Responder

  • Leo disse em 20/08/2009 | 03:33.

    Você disse pipoca? G_G

    mas eu gostei! sauhsauhahe

    Responder

  • Rafael disse em 20/08/2009 | 03:40.

    Caaara, eu queria te passar isso aqui pela página de contatos mas aqui é mais legalzinho porque você lê mais rápido e o pessoal tem a chance de ver também ;D

    http://www.youtube.com/watch?v=U8e08fY4ysc

    Tem só um minuto, veja aí e se surpreenda com a “habilidade” da mulher do vídeo auehauehauheua

    Obs.: Acho que é esse tipo de coisa que sempre gera muitos comentários… G_G

    Responder

  • Crishh disse em 20/08/2009 | 04:03.

    Pinto do Acordeon é foda…hahahahaha !!!

    Responder

  • julia disse em 20/08/2009 | 04:18.

    eu acho o sotaque nordestino tão normal quanto qq outro.Gírias,expressões, palavras adaptadas e/ou inventadas existe em qq região.
    Achei massa o vídeo..

    =**

    Responder

    • Flavio Lamenza disse em 20/08/2009 | 04:33.

      Julia. O sotaque nordestino é MUITO, MUITO forte e diferente de qualquer outro do Brasil. Mas não quer dizer que seja normal ou anormal. Essa não é a discussão que levantei hein…

      Só falei que acho que é excelente pra contar piadas engraçadas pela variedade de palavras inventadas e pelo ritmo rápido nas frases que o nordestino consegue manter (que não tem em todos os sotaques)

      Responder

  • Marcos Pereira disse em 20/08/2009 | 04:49.

    Ninguem reparou no nos olhos? O famoso “cuida desse lado que eu cuido do outro”

    Responder

  • Rômulo Furtado disse em 20/08/2009 | 04:53.

    Muito legal, as adaptações que ele fez são muito interessantes pq querendo ou não ele ta reproduzindo da maneira q ele ouviu… sou fascinado pela cultura nordestina e acho que não existe instrumento tão completo quanto a sanfona!

    Responder

  • orfao_psicopata disse em 20/08/2009 | 05:01.

    opa…

    melhorando o nível dos posts…

    muito legal…

    quero ver esse documentário…

    flw…

    Responder

  • Tiago disse em 20/08/2009 | 05:18.

    se puxo pra toca em inglês fFank Sinatra…
    também pelo relato dele ou ele cantava ou perdia a sanfona!!!

    Responder

  • Kleber Cordeiro disse em 20/08/2009 | 05:38.

    A riqueza do nosso vocabulário é inimaginável até para nós próprios nordestinos. Sou paraibano e no último ano mudei para uma outra cidade a apenas 140km da minha e me deparei com outros, também paraibanos, rindo e estranhando minhas expressões. É impressionante como até cidades vizinhas têm adaptações tão peculiares da cultura da raíz nordestina. Coisa que dá orgulho.

    O engraçado é ver no “sul” o pessoal fazendo estereótipos e completamente incompreensível o preconceito de alguns conosco e com nossa cultura.

    O nordeste tem muito a oferecer.

    Adorei a postagem e o vídeo. Ansioso pelo documentário.

    Responder

  • Rafael disse em 20/08/2009 | 06:04.

    por mais sotaque que ele tenha
    tenho q dizer q ele canta bem
    o NIÓ NIÓ do final foi afinadissimo

    prbs
    qro ver o documentario tbm

    Responder

  • Paulo Victor disse em 20/08/2009 | 07:05.

    Kleber Cordeiro disse:
    A riqueza do nosso vocabulário é inimaginável até para nós próprios nordestinos. Sou paraibano e no último ano mudei para uma outra cidade a apenas 140km da minha e me deparei com outros, também paraibanos, rindo e estranhando minhas expressões. É impressionante como até cidades vizinhas têm adaptações tão peculiares da cultura da raíz nordestina. Coisa que dá orgulho.

    O engraçado é ver no “sul” o pessoal fazendo estereótipos e completamente incompreensível o preconceito de alguns conosco e com nossa cultura.

    O nordeste tem muito a oferecer.

    Adorei a postagem e o vídeo. Ansioso pelo documentário.
    —————————————————————————————————-

    O sutaque nordestino eh mesmo impressionante, nenhum país tem isso e eu sou Nordestino tbm. O Kleber ando 140k pra v novas expressoes, eu vou a casa da minha avó na cidade vizinha a menos de 10km e todo esse tempo q vou aos Fds me deparo com novas expressoes, principamente com meu avô as vezes eu penso q eu outro idioma UHASUHAShuaShuaHshaS.

    Me apaixono cada vez mais por minha cultura e lamento pelo preconceito do sul

    Responder

  • sergio roizenblit disse em 20/08/2009 | 09:57.

    eu sou o diretor do filme e agradeço muito pela força que vcs estão dando pra gente. quem sabe a gente vai descobrir um novo jeito de divulgar o cinema nacional independente onde todos são os responsaveis. divulguem o triler tbem http://bit.ly/Wo3ak
    um abraço
    sergio

    Responder

  • Msc.MOZART disse em 20/08/2009 | 10:30.

    Êce tocadô é o maió pedigrota queu já vi….O caba canta em duas lingua….
    Nó cego que só!

    Responder

  • Gui disse em 21/08/2009 | 12:36.

    Bom, muito bom!
    Temos que ver
    Gui

    Responder

  • Thiago disse em 21/08/2009 | 12:51.

    Só lembrando que Nordeste não é um estado, é uma região. Por que se referem ao sotaque de estados quando falam de São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas etc. e aqui é simplesmente “sotaque Nordestino”? O sotaque baiano é diferente do pernambucano que também é diferente do cearense e dos outros estados. Nós não somos uma grande tribo que fala e come igual como a Globo quis que as pessoas acreditassem nessa novela ridícula chamada “Senhora do Destino” onde a personagem principal oferecia tapioca e canjica a todo mundo que chegava na casa dela, todo santo dia, além dem depois de 30 anos em São Paulo, não perder o sotaque.
    Por que eu nunca ouvir nem li a palavra “sudestino” antes?

    Responder

    • Flavio Lamenza disse em 21/08/2009 | 10:11.

      Thiago. você está querendo polemizar em cima de um assunto que não existe. De forma alguma é preconceito meu, e acredito que nem de ninguém aqui, MAS não sei identificar a diferença de um sotaque paraibano de um baiano.

      Mas eu sei dizer se o cara é paulista, se é do sul (generalizando), se é do rio ou se é de Brasília. Rio de São Paulo é porque vemos mais nas novelas, é o que a mídia expõe mais. O do sul, porque assim como o do nordeste é MUITO forte e fácil de identificar, e o de Brasília porque eu sei que é com o “r” do carioca menos chiado e com o “s” de São Paulo.

      E obviamente que todos sabem que o nordeste é uma região. Não ouço falar de “sudestino”, mas você certamente já ouviu falar de sulista, certo? Acredito que seja pela quantidade de estados no nordeste e no sul, comparados ao da região sudeste.

      E só pra confirmar, eu publiquei o vídeo porque gostei muito e realmente quero ver o filme.

      Responder

  • Claudiovc disse em 21/08/2009 | 10:35.

    O cara manda muito bem….ele pode fazer embromation, mas que toca muito, ah isso toca!

    Responder

  • BRuno Oliveira disse em 21/08/2009 | 10:36.

    o Joel Santana aprendeu com ele a fala Ingreis…
    hausuhsauhsaasuhuh

    Responder

  • Ronaldo disse em 21/08/2009 | 12:49.

    O cara é foda

    Responder

  • Renan disse em 22/08/2009 | 09:58.

    Cara, eu respeito muito esse tipo de coisa. o que eu não daria pra pegar uma caranga e sair por aí, sem preocupação, só pra conhecer tudo o que der desse brasilzão, festas, povos… um dia ainda, um dia…

    Responder

  • Ferraz disse em 27/08/2009 | 01:27.

    Eu queria sabe qual o nome da primeira musica que ele cantou…se alguem souber poste aqui…por favor…abrasss!!!

    Responder

  • Peter Trento disse em 30/08/2009 | 02:38.

    Maravilhoso….só esse trecho já vale o ingresso….maravilhoso a cultura brasileira….

    Responder

Comentar

Mas leia antes estas três regras:
  1. O Flavio Lamenza tem sempre razão
  2. Os campos marcados com * são obrigatórios
  3. Em caso de dúvida, ler a regra no 1