A gota d’água

23 de novembro de 2008

Meu pai conta uma história que prestando o vestibular para a UCP (Universidade Católica de Petrópolis) ele recebeu uma redação com o título “A gota d’água“. Um amigo dele, escreveu “E nesta gota eu me afundei” se levantou e entregou a redação para o professor, que lhe deu dez.

Até hoje não sei se é verdade ou mentira, mas me fez pensar nisso até hoje.

Enfim, só sei que este vídeo é uma filmagem em câmera muito lenta de um pingo d’água. Eu achei muito bonito. (não sei se é da idade avançada…)

27 pessoas já comentaram

  • Missandra Paiva disse em 23/11/2008 | 12:14.

  • Missandra Paiva disse em 23/11/2008 | 12:14.

    Há tempos não era a primeira!

    Responder

  • LFCTS disse em 23/11/2008 | 12:17.

    2º…?

    Responder

  • Carlos disse em 23/11/2008 | 12:18.

    Não fui o primeiro porque não quis!

    Responder

  • Flavio disse em 23/11/2008 | 12:20.

    hhahaahahahahahah

    temos aí um novo movimento. “não fui primeiro porque não quis…”

    hehehehe

    Responder

  • dezerto disse em 23/11/2008 | 12:39.

    chongas’man adora um movimento…

    Responder

  • dezerto disse em 23/11/2008 | 12:43.

    tb soh nao fui o primeiro pq tava ocupado vendo youtube live,ateh q foi manerinho,mas algumas partes foram muito forçadas,mas tem q dar parabens a essa evoluçao

    Responder

  • dezerto disse em 23/11/2008 | 12:50.

    impressao minha ou vc botou o video do gato na esteira e viu q errou e mudou ou eu to ficando maluco?

    Responder

  • Lucas Bretas disse em 23/11/2008 | 01:11.

    Carlos qual o seu problema??

    Cara incrível. Legal observar a ação/reação.

    Responder

  • Mat disse em 23/11/2008 | 04:53.

    Muito legal…

    ultimooo =D

    Responder

  • v4 disse em 23/11/2008 | 07:09.

    flavitcho, a história da redação chegou no Piauí [há uns 7 anos, por sinal]. Bom, lá chegou assim: o tema da redação era de fato ‘gota d´água’. O ninja que não sabia como desenrolar 30 linhas sobre isso começou a falar de coisa de história, geografia, mais ou menos assim: ‘passei por Roma antiga, blablabla, fui até não sei onde etc etc’, aproveitando o que de fato ele tinha estudado. E o gran finale foi: ‘nadei num mar de livros e me afoguei numa gota d´água’. Muuuuito bom!! Essa história tb me marcou, mto espertinho o cara.

    Responder

  • Daniel disse em 23/11/2008 | 10:58.

    Muito legal

    Adoro esses vídeos de slow-motion

    Responder

  • Alexandre Torres disse em 23/11/2008 | 11:10.

    Pois em Fortaleza a história que chegou da gota dagua foi que o cara encheu as 20 ou 30 linhas com TOC, TOC, TOC ou outro som aí que simbolize a gota caindo (talvez um PLAC PLAC PLAC). No final ele escreve: e a água acabou.

    Responder

  • Gabriel disse em 23/11/2008 | 12:40.

    Rapaz, c é de Petrópolis?!?! Hehe
    Moro aqui, faço Faculdade de Medicina de Petrópolis!
    Agora, essa da redação, comédia! hehe

    Responder

  • Juju disse em 23/11/2008 | 12:55.

    Não sei não… acho que essa história da redação é lenda… ouvi uma vez a respeito de uma redação para FUVEST cujo tema era “Coragem”. Dizem que um gaiato catou a folha da prova, escreveu simplestemte “ISSO AQUI É CORAGEM”, levantou, entregou a prova e passou. Até que se prove o contrário, esse cara ae deve estar morando num lugar misterioso, onde se enterram anões, criam-se Chester para a ceia de Natal e filhotinhos de pombo crescem felizes ao lado dos coelhinhos da páscoa!

    Responder

  • juli disse em 23/11/2008 | 03:19.

    muito bom….tb ja ouvi algumas lendas otimas….huahuahua
    acho q estes q as criam sao the best.

    Responder

  • DJ Pack disse em 23/11/2008 | 07:13.

    O vídeo mostra mais de uma gota d’água caindo, não gostei !!

    kkkkkkkkkk..

    Abrass !!

    Responder

  • Thiago disse em 23/11/2008 | 11:33.

    A lenda q eu conheço é essa: O título da redação era “O lápis e a borracha”. Aí o cara deixou a folha inteira em branco, e apenas na última linha ele escreveu, à caneta: “Tudo que o lápis escreveu, a borracha apagou”.

    Responder

  • Breno disse em 24/11/2008 | 12:32.

    Não sei se a camera ta realmente lenta
    OU se é minha internet quase discada carregando o video.

    hmm, curioso…

    Responder

  • Cadera disse em 24/11/2008 | 02:10.

    Idade vai chegando néé!? :)

    Responder

  • Diogo disse em 24/11/2008 | 10:16.

    Olha, a história que conheço sobre essa dita gota d’agua chegou na minha cidade em Minas com o cara vendo o tema e depois de se desesperar, ele escreveu: “Megulhei num mar de estudos e me afoguei numa gota.” Nota 10!

    Responder

  • mas q merda disse em 24/11/2008 | 11:20.

    po seu chongas >=(

    ta mal redigido esse post…vc tinha q falar RECEBEU 1 REDAÇAO COM O TITULO…E FOI PROPOSTO TAL TEM E ETC

    senao…parece q deram 1 redaçao…e nao q MANDARAM fazer 1 redaçao…tendeu?

    Responder

  • felipe soares disse em 24/11/2008 | 02:14.

    história veridica, ja fiz uma redação sobre o tempo, escrevi tic tac a redação inteira e na ultima linha botei acabou o tempo, tirei dez

    Responder

  • Salsicha disse em 24/11/2008 | 05:22.

    Sou de Petrópolis tb!
    Nunca ouvi nenhuma dessas versões… =P

    Responder

  • Fluviana disse em 12/09/2009 | 12:33.

    Ouvi uma vez uma história que um cara recebeu uma proposta de redação para fazer em um vestibular cujo tema era: O cachorro estava converssando… O cara desenvolveu a redação falando! au au au au … com virgula e tal e levou um 10! na moral é muita cagada! kkk

    Responder

  • Helene disse em 30/10/2009 | 03:43.

    Cara, ja ouvi essa história de gota d’água contada pela minha mãe. Bem que o fantástico poderia falar uma matéria relacionada a isso né? rsrs.

    Responder

  • sharpay disse em 28/11/2009 | 06:08.

    por favor será que vc pode dar mais informaçoes sobre essa redação a tal da gota d’água…eh que eh curioso que um cara contou que ele escreveu a redação mais bonita..disse pra eu pesquisar mais nao axo nada’z

    Responder

Comentar

Mas leia antes estas três regras:
  1. O Flavio Lamenza tem sempre razão
  2. Os campos marcados com * são obrigatórios
  3. Em caso de dúvida, ler a regra no 1